Marketing Digital

Maximize resultados no marketing digital: entenda o tráfego orgânico e pago

como maximizar os resultados em tráfego orgânico e pago

tempo de leitura 9 MIN

compartilhe

Tráfego orgânico e pago são duas métricas fundamentais para medir o alcance do seu site. Cada uma pede abordagens e ações distintas para as marcas que buscam aumentar a presença online e obter excelentes resultados.

Para potencializar o alcance, o engajamento e a credibilidade das campanhas, você precisa ter em mente os benefícios específicos que elas proporcionam.

Vale destacar aqui que a combinação inteligente de ambas as estratégias pode ser determinante para o sucesso no marketing digital. Portanto, vale a pena dominar as oportunidades oferecidas por cada meio e integrá-las sempre que possível.

Além disso, caso queira comprovar os retornos oferecidos, promover melhorias assertivas, embasar o orçamento e manter a satisfação das empresas contratantes, saiba que é preciso dominar as particularidades do ROI do tráfego orgânico e pago.

Quer saber mais? A seguir, relembre a importância do tráfego orgânico e pago, o que vale a pena explorar em cada modelo, as vantagens de aplicá-los com sinergia e como calcular o Retorno Sobre o Investimento.

Boa leitura!

Tráfego orgânico: construindo credibilidade e autoridade

O tráfego orgânico, como você já deve saber, refere-se ao número de visitantes que acessam um site por meio de resultados de pesquisa não pagos. Em outras palavras, são as visitas obtidas sem gastar diretamente com a compra de anúncios no Google.

Imagine uma loja online que vende equipamentos esportivos. Você cria um blog onde compartilha dicas de treinamento, análises de produtos e guias de compra. Quando alguém pesquisa no Google “melhores tênis para corrida”, seu artigo sobre esse tema aparece nos resultados de pesquisa. Essas visitas são chamadas de tráfego orgânico.

Para ilustrar melhor, confira abaixo dados do site do Nubank, que criou uma poderosa estratégia de conteúdo pensada para performar no orgânico. O site recebeu aproximadamente 5 milhões de visitas em março de 2024. Desse total, 4,3 milhões foram geradas por conteúdos orgânicos e não pela aquisição de anúncios. 

A imagem abaixo traz dados extraídos do SEMRush em abril de 2024.

Aqui estão algumas características e vantagens importantes para você explorar nas suas campanhas de tráfego orgânico:

Credibilidade e confiança

Os usuários costumam depositar mais confiança nos resultados orgânicos, pois percebem que esses sites alcançaram suas posições por mérito. Ou seja, eles oferecem conteúdos relevantes e de qualidade.

Custo efetivo a longo prazo

Embora leve tempo e esforço para emplacar um conteúdo organicamente nos mecanismos de pesquisa, uma vez alcançado, é possível gerar resultados duradouros sem a necessidade de um investimento contínuo em anúncios.

Construção de autoridade de marcas

Uma presença forte nos resultados orgânicos pode ajudar a posicionar sua marca como autoridade em seu nicho, aumentando a fidelidade do cliente e gerando uma percepção positiva da empresa.

Tráfego qualificado

As pessoas que chegam ao seu site organicamente, muitas vezes, estão mais interessadas no que você oferece, pois encontraram sua marca através de uma busca relacionada ao conteúdo, produto ou serviço.

Tráfego pago: rapidez e controle

Por outro lado, o tráfego pago implica investimento em publicidade online para atrair visitantes para o seu site.

Agora, de volta ao exemplo anterior, considere que será promovida uma oferta especial de equipamentos esportivos para corredores iniciantes. Você cria um anúncio no Meta Ads direcionado a pessoas interessadas em corrida, definindo um orçamento para o anúncio ser exibido para esse público. 

Quando alguém clica no anúncio e visita sua loja, isso é tráfego pago. No gráfico abaixo, você pode conferir o volume de tráfego pago no site do Itaú em março de 2024. Foram mais 828 mil acessos gerados por campanhas de anúncio!

Aqui estão algumas vantagens distintas do tráfego pago para você explorar nas suas campanhas:

Resultados imediatos

Ao contrário do tráfego orgânico, onde pode levar semanas ou meses para ver os resultados, o tráfego pago oferece resultados imediatos. Você pode lançar uma campanha e começar a ver as visitas chegando ao seu site quase instantaneamente.

Controle preciso

Você tem controle total sobre quem vê seus anúncios, quando e onde eles são exibidos. Isso permite segmentar o público-alvo com precisão e ajustar suas campanhas conforme necessário para maximizar o retorno sobre o investimento.

Escalabilidade

As campanhas de tráfego pago podem ser escaladas rapidamente à medida que você identifica as estratégias que geram os melhores resultados, aumentando o alcance e crescimento de forma ágil e controlada.

Testes e otimização

Com o tráfego pago, é possível realizar testes A/B e outras formas de otimização para refinar suas campanhas e melhorar continuamente o desempenho.

Tráfego orgânico e pago: a importância da sinergia

Embora tráfego orgânico e pago tenham vantagens distintas, a verdadeira magia acontece quando você os combina de forma estratégica. Aqui estão algumas razões pelas quais essa abordagem híbrida pode ser tão poderosa:

Maximização de alcance

Utilizar tanto tráfego orgânico quanto pago permite que você alcance uma audiência mais ampla. Enquanto o primeiro ajuda a construir uma base sólida de credibilidade e autoridade, o segundo pode ser usado para alcançar rapidamente um público maior.

Diversificação de fontes de tráfego

Depender exclusivamente do tráfego orgânico ou pago pode ser arriscado. Algoritmos de mecanismos de pesquisa costumam mudar e as estratégias de publicidade podem se tornar menos eficazes ao longo do tempo. Ao diversificar suas fontes de tráfego, você reduz o risco de dependência.

Ampliação do impacto das campanhas

A combinação permite amplificar o impacto das suas campanhas. Por exemplo, você pode criar conteúdo de alta qualidade que atrai tráfego orgânico e, em seguida, impulsionar esse conteúdo com publicidade paga para alcançar um público ainda maior.

Melhoria da conexão com o público

Usar tanto tráfego orgânico quanto pago ajuda a entender melhor seu público-alvo. Assim, as análises do primeiro podem orientar a publicidade paga, e vice-versa, para melhorar as campanhas conforme as necessidades do público.

Como mensurar o ROI nos dois tipos de tráfego?

Agora que você já relembrou o que é tráfego orgânico e pago no marketing digital, as aplicações ideais de cada estratégia e a importância de integrá-las, vale a pena se aprofundar sobre o cálculo de ROI para ambas. Afinal, ter clareza sobre isso é essencial para:

  • otimizar seus investimentos;
  • identificar pontos de melhoria;
  • tomar decisões mais embasadas para maximizar os resultados alcançados;
  • manter os contratantes cientes do valor gerado pelos seus esforços nas campanhas.

Em relação ao cálculo de ROI para tráfego orgânico é preciso considerar os esforços aplicados em SEO e gestão de palavras-chave. Afinal, ele ajuda a entender o retorno obtido em relação aos investimentos feitos, como tempo e recursos dedicados à produção de conteúdo. 

Já no tráfego pago, que inclui anúncios em plataformas como Google Ads e Meta Ads, o cálculo é essencial para determinar se os gastos com estão gerando resultados positivos em termos de conversões, vendas ou outros objetivos definidos. 

Como você já deve saber, a fórmula para calcular o Retorno Sobre o Investimento no tráfego pago e orgânico é a mesma:

  •  ROI = [(Retorno – Investimento) / Investimento] * 100

Mas, considerando as particularidades de cada estratégica, quais valores eu devo considerar na operação? Entenda: 

ROI de SEO

Para determinar qual será o investimento feito para uma campanha de tráfego orgânico é simples. Afinal, basta saber quanto foi cobrado pelos serviços de gerenciamento para Search Engine Optimization e pelos esforços de criação de conteúdo.

No entanto, ainda existe uma segunda variável envolvida na fórmula do ROI, que exige atenção especial, o retorno. Para obtê-la, é necessário seguir algumas etapas:

1. Estime o volume de tráfego orgânico para suas palavras-chave

O primeiro passo é fazer uma pesquisa sobre as palavras-chave que deseja ranquear e seus volumes de busca. Para isso utilize o planejador do Google Ads, SEMRush, Ahrefs ou outra ferramenta de sua preferência.

Aqui, o ideal é utilizar uma plataforma capaz de estimar o valor médio do CPC, pois ele será usado na terceira etapa.

2. Defina seu CTR por posição na busca orgânica

Agora que você já tem ciência dos termos que deseja, é hora de definir o CTR para estimar o tráfego. Procure avaliar termos ligados à marca (branded) e não relacionados (non-branded) separadamente. 

Além disso, seja realista ao estimar um posicionamento futuro, pois termos altamente concorridos e que serão difíceis de alcançar a primeira posição. Uma dica é estipular faixas, por exemplo:

  • da 8ª a 10ª posição seria um resultado regular;
  • da 4ª a 7ª posição seria considerado um cenário bom;
  • da 1ª a 3ª posição seria excelente.

3. Encontre o valor das suas visitas

Entender qual é o valor das visitas no tráfego orgânico pode ser um pouco complicado, mas há duas opções para fazer isso.

A primeira alternativa é um pouco mais grosseira, pois considera apenas o tráfego gerado e não o valor real das palavras-chave para o negócio. Nela, o valor do CPC (obtido na etapa 1) é multiplicado pelo tráfego gerado ou estimado.

Por exemplo, se você quer determinar o valor das suas visitas para o “Termo X”, sendo que ele tem um CPC de R$ 2 e gera um tráfego de 2 mil visitas, o valor do tráfego seria de R$ 4 mil (2 × 2 mil).

Outra opção mais precisa é o cálculo do valor real da conversão, multiplicando a taxa de conversão das suas landing pages pelo ticket médio gerado. Com ele, você consegue identificar as landing pages específicas para as palavras-chave que deseja ranquear.

Se uma página tem taxa de conversão de 2,48% para o tráfego oriundo do Google e um ticket médio de conversões de R$ 100, o valor por visita seria de R$ 2,48 (0,0248 × 100).

4. Estime o tráfego e a receita gerada baseado nas buscas

Até aqui já foi feito o levantamento do volume mensal de buscas (etapa 1), do CTR por posicionamento (etapa 2) e o valor de cada visita (passo 3). Com base nisso, é possível estimar o tráfego gerado, multiplicando esses 3 valores anteriores.

Imagine que você conseguiu ranquear um termo na primeira posição, sendo que ele tem 2 mil buscas mensais, CTR de 35% e valor da visita de R$ 100. O resultado seria de R$ 70 mil mensais (2 mil x 0,35 × 100).

5. Finalmente, calcule o ROI do SEO

Por fim, basta aplicar a fórmula básica do ROI. Voltando ao exemplo utilizado logo acima, em que o retorno obtido foi de R$ 70 mil, imagine que a prestação de serviços para SEO da sua equipe seja de R$ 20 mil mensais. Então:

  • ROI = [(70.000 – 20.000) / 20.000] × 100
  • ROI = 250%

ROI de campanhas pagas

O cálculo do ROI em campanhas pagas é mais simples do que no tráfego orgânico. Para começar, você precisa determinar o custo exato do seu investimento por página promovida. 

Ou seja, reflita sobre quanto foi investido na página do seu site utilizada na compra do tráfego. Inclusive, identifique se foi a equipe mesmo que criou a landing page ou se outros profissionais foram pagos para isso.

Tenha em mente que custos externos também devem ser considerados no valor do investimento, já que eles estão diretamente associados à criação da sua campanha de tráfego.

Outro ponto importante é saber o número de visitas geradas na página utilizada na campanha, além do volume de receita com anúncios gerado por essas visitas.

Por exemplo, se você investiu R$ 100 na sua campanha de tráfego para uma página específica e obteve R$ 280 de lucro a partir desta página, basta aplicar na fórmula do ROI para chegar ao resultado final:

  • ROI = [(280 – 100) / 100] x 100
  • ROI = [180 / 100] x 100
  • ROI = 1,8 × 100
  • ROI = 180%

Tráfego orgânico e pago: a estratégia ideal

Em resumo, tanto o tráfego orgânico quanto o pago têm papéis importantes a desempenhar no marketing digital. Enquanto o orgânico oferece credibilidade, confiança e resultados duradouros, o pago traz rapidez, controle e escalabilidade.

No entanto, é a combinação inteligente e estratégica de ambas que muitas vezes leva ao maior sucesso. Ao aproveitar as vantagens únicas de cada abordagem e integrá-las em uma estratégia coesa, você pode maximizar o alcance, o impacto e os resultados do marketing da sua empresa.

Que tal conferir a super Masterclass de Estratégia de Marketing de Conteúdo que a Gummy promoveu recentemente? Clique aqui e assista de forma gratuita.

E, claro, se quiser falar com um de nossos especialistas, entre em contato e vamos co-criar seu case de sucesso no digital, unindo as melhores estratégias de tráfego orgânico e pago para impulsionar sua marca!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Gummy tratará seus dados pessoais para fins de moderação, resposta aos comentários, inclusive, para entrar em contato. Para mais informações sobre como utilizamos os seus dados, consulte a nossa Política de Privacidade.

sobre o autor

Yuri Vellinho

Veja também:

Três pessoas reunidas em uma mesa.
Agência de marketing digital: acelere o crescimento da sua empresa com uma parceira especializada
Pessoas reunidas na frente de papéis.
Estratégias avançadas de Marketing B2B: como impulsionar o sucesso da sua empresa