Marketing Digital

Storytelling com dados: alcance o sucesso com uma comunicação clara e impactante

Três pessoas reunidas em uma mesa com Post-its e cadernos de anotação.

tempo de leitura 8 MIN

compartilhe

O storytelling com dados tem ganhado muito destaque quando a comunicação envolvente e eficaz é colocada em pauta. E, em um mundo inundado por informações, esse pode ser o melhor caminho para alcançar o sucesso.

Essa técnica combina a arte da narrativa com o rigor da análise de dados, permitindo que você transforme números abstratos em histórias empolgantes, capazes de aumentar o poder de engajamento e persuasão junto ao público.

Seja nas campanhas de marketing ou no próprio universo corporativo, transformar informações concretas em histórias envolventes é a chave para capturar a atenção, transmitir ideias complexas e inspirar ações.

Para você ter ideia, as histórias orientadas por dados podem aumentar o envolvimento da audiência em até 300%, segundo estatísticas da Leapmesh.

Mas afinal, como fazer storytelling com dados de forma eficaz? Por que isso é tão importante? Qual a diferença para a mera visualização das informações? Explore todos os detalhes que você precisa saber sobre o tema a seguir. 

Boa leitura!

A importância do storytelling com dados

Dados brutos muitas vezes são difíceis de compreender e podem ser entediantes para a maioria das pessoas. 

Entretanto, quem trabalha com marketing sabe que sua análise deve fazer parte da rotina, seja para reforçar o argumento de determinados conteúdos ou até mesmo para comprovar resultados junto aos tomadores de decisão.

Informações sem contexto podem causar pouco impacto, pois não há um entendimento claro sobre suas influências no cenário abordado.

Por exemplo, se você afirmar que determinada ação de marketing gerou um aumento de 3% nas conversões, isso pode soar pouco relevante em um primeiro momento. Já se você apontar que o resultado foi obtido no primeiro mês de implementação, após longos meses de quedas nas vendas, a percepção é outra.

Esse simples exemplo mostra como dados bem apresentados em uma história tornam argumentos mais convincentes e persuasivos.

Inclusive, nós também podemos reforçar essa ideia por meio dos dados. Segundo a fonte da Leapmesh citada na introdução, as histórias são 22 vezes mais memoráveis do que apenas os fatos

Ao tecer as informações em uma narrativa envolvente, você prende a atenção do público e o mantém interessado na mensagem. Histórias simplificam ideias complexas, tornando-as mais fáceis de entender e reter. As pessoas se conectam com elas, tornando a mensagem mais memorável e impactante.

Assim, ao comunicar insights de forma clara, o storytelling com dados ajuda a estimular a tomada de decisões.

Tanto que 92% dos profissionais de marketing apontam que a técnica torna a comunicação mais eficaz, enquanto 93% concordam que ela impulsiona as decisões que aumentam a receita. Os dados são da mesma pesquisa publicada pela Leapmesh.

Além disso, as histórias podem ser adaptadas para diferentes públicos, garantindo que as informações sejam claras e convincentes independentemente do nível de conhecimento, interesse ou necessidade de quem recebe a mensagem.

Histórias de dados vs visualizações de dados 

Os termos “histórias de dados” e “visualizações de dados” são normalmente utilizados ​​juntos, mas eles representam conceitos distintos que se complementam na arte da comunicação eficaz com dados.

Em primeiro lugar, as visualizações de dados se referem à representação gráfica de informações. Elas utilizam elementos visuais como gráficos, tabelas e mapas para comunicar insights de forma clara e concisa. 

as histórias de dados vão além da mera apresentação das informações, estruturando-as em uma narrativa envolvente que contextualiza, interpreta e dá significado aos dados.

Inclusive, as visualizações podem ser parte das histórias, sendo usadas como apoio para contar narrativas ainda mais amplas.

As visualizações ajudam a facilitar o entendimento de diversos pontos da narrativa, mas as histórias devem ir além para contextualizar e esmiuçar a análise, esclarecendo o “o quê”, “o porquê” e o “como” de um storytelling mais amplo.

Passo a passo para criar um bom data storytelling

Contar uma história com dados requer uma abordagem estruturada e cuidadosa para garantir que a mensagem seja clara, envolvente e persuasiva. Veja as boas práticas para criar esse storytelling eficaz:

Considere seu público

Comece definindo quem você deseja alcançar com sua história. Quais são seus conhecimentos prévios sobre o assunto? Quais são seus interesses, necessidades e expectativas? 

Entender o público é essencial para adaptar a linguagem, o nível de detalhes e a escolha dos elementos que vão compor seu storytelling.

Selecione os dados que importam

Nem todos os dados são relevantes para sua história. Por isso, faça uma curadoria cuidadosa, selecionando apenas aqueles que realmente contribuem para a narrativa e para os objetivos de comunicação.

O objetivo é não sobrecarregar a história com dados excessivos, priorizando a qualidade sobre a quantidade.

Elenque os principais insights

Analise os dados selecionados e extraia os principais insights que você deseja transmitir. Quais são as descobertas mais importantes? O que os dados revelam sobre o tema em questão?

Estes serão os pontos-chave que guiarão a estrutura e o desenvolvimento da narrativa.

Defina uma história dentro dos dados

Com base nos insights, construa uma narrativa envolvente e que dê vida aos dados. Comece pelos desafios e seus conflitos, transformando a resolução em um clímax para prender a atenção do público e guiá-lo pela história.

Dê contexto e significado. Estabeleça início, meio e fim claros, destacando a jornada dos dados e os eventos que levam aos insights principais.

Escolha o melhor formato

Decida o formato mais adequado para o seu storytelling com dados. Pode ser desde um blogpost, artigo ou relatório escrito, até um vídeo, infográfico, apresentação visual, e assim por diante.

Tenha em mente que o formato ideal depende do seu público, dos objetivos da comunicação e dos dados disponíveis. 

Inclua visualizações de dados

Lembre-se que as visualizações de dados são excelentes para complementar a narrativa e facilitar a compreensão das informações. Utilize gráficos, tabelas e mapas de forma estratégica para destacar os pontos-chave da sua história.

Independentemente do formato usado, procure destacar padrões, tendências e relações entre as informações, tornando os insights mais acessíveis.

Forneça contexto e argumentos

Contextualize os dados fornecendo informações adicionais e use sua expertise no tema para explicar o significado dos pontos abordados, embasar seus argumentos e construir uma narrativa mais sólida e persuasiva.

O foco é sempre explicar as circunstâncias por trás dos números e apresentar argumentos que justifiquem seus insights. 

Inclua uma chamada para ação

O que você quer que o público faça depois de consumir a sua narrativa? Pode ser uma conversão, por exemplo, um convite para discutir os insights apresentados, explorar mais a fundo o tema abordado ou tomar outras medidas específicas.

Tenha clareza sobre a ação a ser incentivada e forneça uma chamada clara e concisa para direcionar a audiência para o próximo passo.

Se quiser mais exemplos de storytelling, não deixe de ler nosso artigo no blog. Clique aqui e impulsione seu marketing de conteúdo.

Edite até que o storytelling seja claro e conciso

Revise e edite seu storytelling com dados quantas vezes forem necessárias, eliminando qualquer informação redundante ou que possa distrair o público dos principais insights que você deseja transmitir.

Certifique-se de que a história seja clara, concisa, envolvente e que os dados estejam integrados de forma natural à narrativa.

Dicas para gestores

Agora que você já sabe o que é storytelling com dados, sua importância e quais as etapas para aplicá-lo de maneira eficaz, confira algumas dicas adicionais para os gestores terem sucesso com essa abordagem: 

Aprimorar suas habilidades de storytelling: dicas para se tornar um contador de histórias mais eficaz

Lembre-se que contar histórias com dados envolve mais do que apenas apresentar números. Essa é uma arte que envolve a habilidade de criar narrativas envolventes e persuasivas. 

Veja algumas dicas breves para melhorar suas habilidades de storytelling:

  • Não ignore o visual: ao apresentar dados, use visualizações claras e relevantes para sua história. Gráficos e tabelas bem escolhidos podem ajudar o público a entender rapidamente os insights;
  • Crie relevância: não sobrecarregue sua história com dados desnecessários. Escolha apenas os pontos que são realmente relevantes para sua narrativa principal e que ajudam a sustentar os argumentos;
  • Seja oportuno: certifique-se de usar dados atualizados. Tendências e correlações mudam a todo momento, então é importante garantir que sua análise seja baseada em informações recentes e relevantes;
  • Preze pela ética: seja transparente e honesto ao apresentar seus dados. Evite selecionar apenas os dados que apoiam sua narrativa e nunca os manipule para criar uma história com “meias verdades” ou enganosa;
  • Foque na clareza: conte sempre histórias que sejam fáceis de entender e seguir. Evite jargões técnicos ou tangentes que possam confundir seu público. Mantenha sua narrativa simples e direta.

Construir um arsenal de dados: dicas para coletar e organizar dados relevantes para suas histórias

Para criar um storytelling realmente impactante, você precisa ter acesso às informações certas. Confira algumas ferramentas para ajudá-lo a coletar e organizar dados relevantes:

  • Google Search Console: ao monitorar seu site nos resultados de busca, o Google Search Console fornece insights valiosos sobre o comportamento dos usuários, embasando pautas relevantes ou até narrativas sobre o tema;
  • Google Trends: o Google Trends pode ajudá-lo a identificar tendências de pesquisa e entender o que está interessando o seu público-alvo. Use essas informações para criar histórias relevantes e oportunas;
  • Google Analytics: os dados do Google Analytics também podem ser úteis para identificar padrões e tendências que podem embasar suas histórias com dados;
  • Semrush: assim como o Trends, essa ferramenta pode ser valiosa para descobrir insights de marketing. Com o Semrush você consegue dados sobre SEO, PPC, SMM, pesquisa de palavra-chave, gestão de campanhas e muito mais;
  • Hotjar: com o Hotjar é possível analisar o comportamento daqueles que estão visitando seu site.
  • RD Station: o RD Station trata-se de uma ferramenta completa quando o assunto é automação de marketing. Os recursos possibilitam a atração de visitantes ao site, além de transformá-las em oportunidades, entre outros auxílios em todo o processo.

Dominar as ferramentas de visualização: dicas para criar visualizações impactantes e profissionais

Você já sabe que as visualizações são elementos fundamentais para contar boas histórias com dados. Então, aqui estão algumas dicas extras para dominar esses recursos:

  • Escolha as ferramentas certas: experimente diferentes ferramentas de visualização, como Tableau e Power BI, para encontrar aquela que melhor atende às suas necessidades e habilidades;
  • A simplicidade é fundamental: mantenha suas visualizações simples e fáceis de entender. Evite o excesso de elementos visuais e foque nos dados que são mais relevantes para sua história;
  • Solicite feedback: peça feedback de colegas ou mentores sobre suas visualizações de dados. Isso pode ajudá-lo a identificar áreas de melhoria e quais pontos precisam de mais destaque ou clareza, por exemplo.

Que tal estruturar seu storytelling com dados com o apoio dos melhores especialistas no assunto? 

A equipe da Gummy vive e respira conteúdo de qualidade, adotando uma abordagem data-driven para garantir o sucesso das suas estratégias! Clique aqui e saiba mais sobre nosso trabalho. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Gummy tratará seus dados pessoais para fins de moderação, resposta aos comentários, inclusive, para entrar em contato. Para mais informações sobre como utilizamos os seus dados, consulte a nossa Política de Privacidade.

sobre o autor

Yuri Vellinho

Veja também:

Mulher aplicando estratégia de social selling.
A influência do social selling nas estratégias de vendas
como maximizar os resultados em tráfego orgânico e pago
Maximize resultados no marketing digital: entenda o tráfego orgânico e pago
Três pessoas reunidas em uma mesa.
Agência de marketing digital: acelere o crescimento da sua empresa com uma parceira especializada