Conteúdo Digital

Guia prático de como fazer copy para e-mail marketing

copy-guia-pratico

tempo de leitura 6 MIN

compartilhe

O e-mail marketing continua sendo uma das estratégias mais eficazes para alcançar e se conectar com o público-alvo. No entanto, o sucesso de uma campanha de e-mail está diretamente ligado à qualidade da “copy” ou texto utilizado no conteúdo enviado. 

A copy é o elemento que pode determinar se o e-mail será aberto, lido e se levará o leitor a realizar uma ação desejada. 

Neste conteúdo vamos entender a importância da copy em campanhas de e-mail marketing e como criar mensagens persuasivas e atraentes que impulsionem o sucesso da sua campanha.

Por que a Copy é fundamental para o sucesso do e-mail marketing?

A copy desempenha um papel fundamental no sucesso de campanhas de e-mail marketing. 

Sendo assim, uma copy bem elaborada é capaz de chamar a atenção do leitor já na linha de assunto, despertando interesse para a leitura completa do e-mail. 

Além disso, a copy é responsável por transmitir a mensagem de forma clara, criar empatia com o leitor e conduzi-lo a uma ação específica. Essa ação pode ser desde clicar em um link, fazer uma compra ou até mesmo preencher um formulário ou landing page.

Os principais elementos de uma boa copy para e-mails

Uma boa copy para e-mails é composta por alguns elementos-chave. A linha de assunto é o primeiro contato do leitor com o conteúdo, por isso, deve ser cativante e relevante. 

Já o corpo do e-mail deve conter uma mensagem clara e objetiva, destacando os benefícios do produto ou serviço oferecido. 

Além disso, é importante incluir um call-to-action (CTA) persuasivo que estimule o leitor a realizar a ação desejada.

Sendo assim, para criar uma copy persuasiva e atrativa, é necessário conhecer bem o público-alvo e suas necessidades.

Portanto, é importante utilizar uma linguagem simples e direta, evitando jargões e termos técnicos que possam confundir o leitor. 

O uso de gatilhos mentais pode ajudar nessa estratégia, como o medo de perder uma oportunidade ou a urgência de agir rapidamente. 

Além disso, é importante contar as histórias que emocionam e envolvem o leitor, despertando a identificação com a mensagem transmitida.

Conhecendo o público-alvo e definindo personas

Antes de criar uma copy para e-mails, é essencial conhecer profundamente o público-alvo para o sucesso da estratégia de marketing de conteúdo.

Dessa maneira é preciso entender suas preferências, desejos, dores e necessidades. Isso permitirá direcionar a mensagem de forma mais eficaz, aumentando a relevância do conteúdo e a probabilidade de conversão. 

O uso de dados e pesquisas sobre o público-alvo é fundamental nesse processo. Sendo assim, pode-se utilizar métricas de email marketing, como taxa de abertura, cliques e conversões, para identificar padrões de comportamento. 

Além disso, pode-se realizar pesquisas de satisfação e feedback para obter insights valiosos sobre as preferências e expectativas do público-alvo e criar personas. 

Essa técnica é eficaz para segmentar as campanhas de e-mail marketing. As Personas são representações fictícias do cliente ideal, com base em características demográficas, comportamentais e interesses em comum. 

Dessa forma, é possível personalizar a copy de acordo com as preferências de cada segmento, aumentando a relevância das mensagens enviadas.

Elementos-chave de uma copy para e-mail

Há alguns elementos-chave que podem ajudar nas estratégias de copy para e-mail marketing. Sendo assim, é preciso considerar fatores como: 

  • Linha de assunto; 
  • Corpo de e-mail; 
  • Call-to-action; 

Linha de Assunto: Capturando a atenção do leitor

A linha de assunto é o cartão de visita do e-mail e deve ser cuidadosamente elaborada para capturar a atenção do leitor. 

Sendo assim, deve ser criativo, sucinto e claro ao transmitir a principal mensagem ou benefício do conteúdo. 

Portanto, é importante evitar termos sensacionalistas ou enganosos que possam prejudicar a confiança do leitor em sua marca.

Corpo do E-mail: Mensagem clara e chamada para ação

O corpo do e-mail deve apresentar uma mensagem clara, objetiva e relevante para o público-alvo. 

Dessa forma, é preciso utilizar parágrafos curtos e destacar informações importantes com negrito ou bullet points. 

Além disso, é fundamental incluir uma chamada para ação (CTA) persuasiva e bem posicionada, incentivando o leitor a realizar a ação desejada.

Call-to-Action (CTA): Incentivando a conversão

O call-to-action (CTA) é um dos elementos mais importantes da copy para e-mails. Sendo assim, ele deve ser claro, direto e destacado visualmente para facilitar a identificação pelo leitor. 

Diante disso, é ideal utilizar verbos de ação que estimulem o leitor a clicar no link ou botão, como “comprar agora”, “saiba mais” ou “cadastre-se”.

Técnicas de Copywriting para e-mails

Utilizar técnicas de copywriting para e-mails pode ser facilitada com o uso de técnicas adequadas. Algumas delas são: 

  • AIDA: Atenção, Interesse, Desejo e Ação
  • Storytelling; 
  • Gatilhos mentais; 

AIDA: Atenção, Interesse, Desejo e Ação

A estratégia AIDA é amplamente utilizada no copywriting para e-mails. 

Essa sigla representa os estágios que o leitor deve percorrer ao ler a mensagem: 

  • Atenção (capturar a atenção)
  • Interesse (despertar o interesse)
  • Desejo (criar o desejo pelo produto ou serviço)
  • Ação (estimular a ação desejada). 

Sendo assim, ao aplicar a estratégia AIDA, é possível conduzir o leitor por um caminho que o leva à conversão.

Storytelling: Contando histórias para engajar o leitor

O storytelling é uma poderosa ferramenta de persuasão no copywriting para e-mails. 

Contar histórias relevantes e envolventes desperta a identificação emocional do leitor, criando uma conexão mais profunda com a mensagem. 

Dessa forma, é importante utilizar histórias que demonstrem como seu produto ou serviço soluciona problemas reais e melhora a vida do cliente.

Gatilhos Mentais: Persuasão e influência na copy

Os gatilhos mentais são técnicas psicológicas que influenciam o comportamento do leitor de forma sutil e persuasiva. 

Alguns exemplos de gatilhos mentais são o senso de urgência, escassez, prova social e reciprocidade. 

Portanto, ao utilizar gatilhos mentais na copy para e-mails, é possível aumentar o engajamento e a conversão.

Testes A/B para melhorar a performance da copy

Os testes A/B são uma estratégia de otimização que consiste em enviar duas versões diferentes da mesma campanha para grupos de contatos diferentes. 

Esses grupos recebem apenas uma variável diferente, como a linha de assunto ou o CTA. 

Ao analisar os resultados, é possível identificar qual versão obteve o melhor desempenho e aplicar os aprendizados para otimizar futuras campanhas.

Dessa forma, diversos elementos podem ser testados em campanhas de e-mail marketing. 

Além da linha de assunto e do CTA, é possível testar o layout, a cor do botão, a posição das imagens e o horário de envio. 

Sendo assim, é importante testar apenas um elemento por vez para garantir resultados confiáveis.

Após a realização dos testes A/B, é fundamental analisar os resultados e identificar quais elementos tiveram melhor desempenho. 

Portanto, é preciso utilizar as métricas e indicadores de desempenho para avaliar a taxa de abertura, cliques e conversões de cada versão testada. 

Com base nas conclusões, pode-se otimizar a copy para melhorar continuamente a performance das campanhas de e-mail marketing.

Métricas e Indicadores de desempenho em e-mail marketing

As métricas e indicadores de desempenho são fundamentais para avaliar o sucesso das campanhas de e-mail marketing.

Algumas das principais métricas a serem acompanhadas são: 

  • A taxa de abertura; 
  • Taxa de cliques (CTR); 
  • Taxa de conversão; 
  • ROI (Retorno sobre Investimento) 

A interpretação dos resultados das métricas é crucial para entender o desempenho da campanha e identificar oportunidades de otimização. 

Se a taxa de abertura estiver baixa, por exemplo, talvez seja necessário melhorar a linha de assunto para aumentar o interesse do leitor. 

Dessa forma, ao analisar os resultados, basta fazer ajustes na copy e nas estratégias adotadas para aprimorar os resultados.

Além disso, é fundamental acompanhar o ROI, ou seja, a métrica que mede o retorno financeiro obtido com as campanhas de e-mail marketing em relação ao investimento feito. 

Sendo assim, é importante avaliar os custos envolvidos na campanha, como o valor do serviço de automação e o custo de produção dos conteúdos, e comparar com o retorno financeiro gerado pelas conversões. 

Essa análise ajudará a identificar a efetividade das campanhas e o retorno sobre o investimento realizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A Gummy tratará seus dados pessoais para fins de moderação, resposta aos comentários, inclusive, para entrar em contato. Para mais informações sobre como utilizamos os seus dados, consulte a nossa Política de Privacidade.

sobre o autor

Autor Convidado

Veja também:

Capa do artigo sobre as masterclasses Gummy
Masterclasses Gummy: aprenda sobre Estratégia de Conteúdo, Liderança e TikTok
o que e tiktok e como ele funciona
O que é TikTok e como funciona?
Como tirar a marca d’água do TikTok e aproveitar os vídeos curtos em outros canais?