Um momento é o que basta para dizer “sim” ou “não”. Para acertar na trave ou o fazer o gol. Para explodir numa gargalhada. Para fazer um registro… E, também, para entender que está na hora de trocar de computador ou de celular. Ou comprar aquela passagem que dará início a uma viagem muito esperada.

Esses são os momentos da vida. Eles podem ser feitos de começo, de reinício ou serem compostos de fim. Não sabemos em qual momento você decidiu ler este conteúdo, mas foi preciso existir este micro-momento para você decidir acessar a informação.

Neste exato momento, milhares de pessoas em todo o planeta estão fazendo escolhas. E todas essas escolhas são precedidas de um micro-momento.

Basta um instante – ou um micro-momento – para você ganhar ou perder um cliente. Atualmente, a batalha não é apenas para colocar um produto à venda: é para conquistar corações em meio à tanta informação e oferta e ganhar o impulso da tomada de decisão – e, assim, converter um lead.

É sobre essa quase fração de segundos que pode mudar tudo que vamos falar neste conteúdo.

Você lerá sobre:

  • Os micro-momentos e a sua estratégia de Marketing;
  • As quatro categorias de micro-momentos de acordo com o Google;
  • As vantagens que o estudo dos micro-momentos proporciona.

Os micro-momentos e a sua estratégia de Marketing Digital

É num micro-momento que milhares de pessoas pelo mundo procuram alguma informação na internet a partir de seus smartphones. Essa constatação até pode parecer banal e evidentemente corriqueira, mas é esse é o “x” da questão.

Para o Marketing Digital, os micro-momentos tem a ver exatamente com essa conexão crescente com os aparelhos móveis. Muitos profissionais ainda não se deram conta que esse fenômeno precisa ser observado com uma lupa. Compreendido e, então, precedido de uma ação.

No Marketing Digital ou de Conteúdo, esses instantes sobre os quais tanto falamos estão revolucionando as regras. Os micro-momentos caracterizam o comportamento do consumidor. E por isso que é tão importante compreendê-los.

Usuários estão mais objetivos no mundo digital. Logo, estão aumentando a taxa de conversão mobile – que é quando se efetua a compra por meio de um dispositivo móvel. É preciso acompanhar essa tendência, oferecendo o que fato está sendo solicitado.

Para captar esse micro-momento de decisão, é fundamental aperfeiçoar a experiência do consumidor por meio da otimização dos sites em que ele navega. Uma pesquisa é feita no Google, ao mesmo tempo em que uma mensagem é enviada, que se checa o horário, que se faz uma foto, que se publica em uma rede social…

Os micro-momentos não são atos isolados, eles acompanham a tendência dos dias atuais. E tudo isso pode estar acontecendo em muitos lugares. Na rua, em casa, no shopping, na escola, no trabalho. Mas, sempre a partir dos smartphones – ou na grande maioria das vezes.

Podemos dizer que essa tendência é um diferencial para as estratégias de Marketing. Profissionais da área tem a nobre missão de captar qual é o micro-momento em que os consumidores estão mais receptivos.

O fato é que existe um micro-momento em que os consumidores sentem a necessidade de fazer uma pesquisa para encontrar alguma informação ou produto. É o momento das marcas causarem – ou não – um impacto positivo. Quem consegue satisfazer essa dúvida ou necessidade, acerta o alvo.

As quatro categorias de micro-momentos de acordo com o Google

Esse assunto é tão crucial que o Google dividiu os micro-momentos em quatro categorias. Essas etapas ajudam a esclarecer a jornada de compra. Veja só:

  • Momento “eu quero saber”;

 

  • Momento “eu quero ir”;

 

  • Momento “eu quero fazer”;

 

  • Momento “eu quero comprar”.

 

Vamos entender, a seguir, o significado de cada um deles.

1 – Eu quero saber

Aqui o usuário ainda não tem a percepção da necessidade de compra. Ele utilizou um mecanismo de busca como o Google para fazer uma pesquisa e o que ele procura é uma informação.

Ele quer saber mais sobre determinada marca, produto ou serviço. Talvez tenha sido atraído por conta do que ouviu a respeito, ou tenha gostado de algum anúncio ou conteúdo relacionado na internet – ou em algum outro meio de comunicação. Logo, ele quer e precisa saber mais!

2 – Eu quero ir

Quem quer ir já sabe que tem um destino. É preciso apenas encontrar o caminho para chegar onde se quer. Muitas vezes, essa decisão é tomada depois de buscar a localização.

É o micro-momento em que o usuário pesquisa no Google quais são os restaurantes, por exemplo, mais próximos de onde está. A intenção é clara: chegar a algum lugar.

Nesse sentido, todas as estratégias de Marketing local são bem-vindas.

3 –  Eu quero fazer

Toda a vontade aqui é de colocar a mão na massa. Quem quer fazer, geralmente pesquisa como fazer.

Soluções simples, porém explicativas, e que contenham as explicações mais completas são as preferidas: elas atendem exatamente ao que o usuário deseja.

Vídeos que explicam como fazer são tudo o que o usuário quer nesse micro-momento.

4 – Eu quero comprar

A intenção de compra é clara. Pode-se perceber a intensidade da decisão de compra do usuário através do que ele digita no Google. Se pesquisar por um produto “x” ou por uma marca específica em detalhes, já está com a compra praticamente garantida.

Pesquisar por “pisos para a cozinha” é diferente de fazer uma busca por porcelanato ou laminado de madeira, por exemplo.

É hora de entregar o produto.

As vantagens que o estudo dos micro-momentos proporciona

Agora que já sabemos quais são os quatro tipos de micro-momentos e já percebemos que eles podem ser decisivos, você pode estar se perguntando: por que eles são tão importantes?

A resposta é simples: apesar de serem decisivos para impactar na decisão dos consumidores, são ótimos pretextos para que as marcas entreguem as respostas certas para cada micro-momento. É uma forma perfeita para se aproximar de um cliente ou de um lead.

E para que essa aproximação aconteça, como já dissemos neste conteúdo, nada melhor do que oferecer as respostas certas nos momentos certos para os usuários.

Ser útil para a audiência

A outra possível pergunta que você pode estar se fazendo é: como é possível?

Analisando o comportamento do consumidor. Basta estudar com atenção quais foram os termos de busca para os quais as suas páginas aparecem nos resultados do Google. Utilize a ferramenta Google Search Console e procure pelos padrões.

Se for preciso, é fundamental otimizar o conteúdo.

A grande sacada é conseguir a conexão com o consumidor nos micro-momentos em que ele se encontra. Conseguir fazer essa aproximação exata e entregar a informação ou o produto que ele precisa na hora e no lugar desejados. Ou, melhor do que isso, independentemente da hora e do lugar.

É preciso compreender qual é o conteúdo que deve ser entregue. Até por que, de uma coisa já temos certeza: ele precisará chegar por meio dos dispositivos móveis. E para que isso seja possível, seu site ou blog precisa estar otimizado para aparelhos mobile.

Um micro-momento é uma preciosidade. Acertar na entrega de conteúdo para cada micro momento também.

Se você se interessou por esse conteúdo, continue conosco: talvez possa gostar de saber também como produzir conteúdos extremamente relevantes para o seu público.

Esperamos que o micro-momento de decisão para esta leitura tenha se convertido numa excelente experiência de aprendizado sobre Marketing Digital. Até a próxima!

Contato