5 dicas para criar vídeos tutoriais de alta qualidade

5 dicas para criar vídeos tutoriais de alta qualidade

“Como trocar a resistência do chuveiro”… Certamente, você já digitou algo parecido com isso na barra de pesquisas do seu navegador! E não é para menos: os vídeos tutoriais são uma verdadeira febre entre os usuários no mundo inteiro. 

Em tempos de heavy users de tecnologia digital, podemos encontrar o passo a passo de quase tudo na rede. 

Nesta postagem, separamos uma série de dicas para ajudá-lo a criar vídeos tutoriais para . Está na hora de você também aproveitar as vantagens deste formato e aprimorar sua estratégia de vídeo marketing.

Você vai ler sobre:

  • As vantagens do uso de vídeos tutoriais em estratégia de Marketing Digital;
  • Dicas para produzir vídeos tutoriais incríveis;
  • Quando contar com a ajuda de uma produtora para criar vídeos tutoriais.

O grande potencial dos vídeos tutoriais no Inbound Marketing

É seguro que o potencial dos vídeos para atrair leads e instruir clientes pode ser extraído de diferentes maneiras. Rapidamente, algumas formas possíveis para trabalhar com vídeo são:

  • Vídeos explicativos;
  • Vídeos tutoriais;
  • Webinars;
  • Vídeos de depoimentos;
  • Video Motion;
  • Animação;
  • Live Streams;

E muitos outros! Enfim, existem vídeos para todo tipo de propósito. Seja para o topo ou para o fundo do funil de vendas ou até como estratégia de sucesso para o cliente, o formato está lá e é o favorito do momento. 

Há vários motivos para a preferência pelos vídeos e seus diferentes formatos:

  • Vídeos são conteúdos fáceis de entender:

Pense rápido: é mais fácil compreender informações em um longo texto ou em um vídeo curto com imagens explicativas? 

Estudos mostram que assimilamos melhor a informação através de recursos audiovisuais. Logo, o mais comum é que as pessoas prefiram a segunda opção. 

Dessa maneira, é possível transmitir um grande volume de informação em pouco tempo. Assim você facilita a compreensão do lead e garante que sua mensagem será entregue 100%.

  • Vídeos são conteúdos fáceis de consumir:

É muito mais difícil parar para ler um texto na correria do dia a dia. Textos exigem tempo: é preciso entrar em estado de concentração, encontrar um ambiente minimamente silencioso e focar completamente a sua atenção. 

Com os vídeos isso não acontece. Especialmente hoje, que smartphones fazem parte do cotidiano de quase todo mundo, esse formato se mostra ainda mais amigável. Como a informação é passada de modo mais eficiente, a duração do vídeo também costuma ser menor.

Isso quer dizer que são alguns minutos que cabem no seu dia. E o melhor, podem ser assistidos em uma fila de espera, no caminho para o trabalho, no trânsito com o carro parado… Basta ter o celular em mãos!

Além disso, há o dinamismo da imagem em movimento e a possibilidade de trabalhar com cores e design interessante. Isso tudo torna os conteúdos em vídeo mais engajantes e chamativos – garantindo a atenção do lead por mais tempo.

  • Vídeos são conteúdos fáceis de compartilhar:

Devido à preferência por esse tipo de conteúdo, todas as redes sociais são otimizadas para o compartilhamento de vídeos. Não é à toa que os vídeos em redes sociais tem 12x mais compartilhamentos do que textos combinados com imagens.

Por meio de vídeos fica mais fácil causar emoções no lead e gerar efeitos estéticos mais complexos. Isso engaja o usuário e faz com que ele se sinta motivado a compartilhar o vídeo em suas redes e, de quebra, auxiliá-lo a divulgar sua marca.

Diante dessa contextualização sobre a relevância dos vídeos em geral, focaremos agora no formato de vídeos tutoriais. Eles apresentam todas as vantagens listadas acima e mais! 

São conteúdos cada vez mais populares devido ao espírito ”faça você mesmo” que tomou conta da nossa geração.

Isso sem contar que vídeos tutoriais auxiliam os clientes no uso correto de sua solução. Desse modo, eles funcionam também como uma forma eficiente de garantir o sucesso do consumidor e criar experiências positivas.

Então, sem mais rodeios, vamos às nossas dicas práticas para criar vídeos tutoriais e inserí-los em sua produção de conteúdo.

5 dicas dicas para produzir vídeos tutoriais para sua estratégia de marketing

Os vídeos tutoriais são conteúdos muito didáticos e simples de compreender.

É uma forma rápida de tirar dúvidas ou resolver um problema – tudo sem ter de perder tempo lendo artigos complexos ou mesmo manuais de instrução. 

Esse comportamento de buscar soluções rápidas e pontuais já ganhou até um nome próprio. Especialistas em comportamento de consumidores no ambiente digital chamam-no de micro-momento. Ou seja, o momento onde um usuário busca questões muito específicas para resolver problemas práticos do dia-a-dia.

São momentos em que o lead quer saber uma informação específica, um dado, ou mesmo como fazer algo por conta própria: que é onde entra a grande relevância dos tutoriais.

Esses vídeos são capazes de entregar um conteúdo breve e objetivo para satisfazer esse desejo de conhecimento do usuário.

Além disso, conta-se com a facilidade de conseguir assistir ou escutar o tutorial ao mesmo tempo em que você executa o que está aprendendo. 

Nesse sentido, os vídeos tutoriais são muito mais adequados para os adeptos do faça você mesmo, pois são um tipo conteúdo que tem completa sinergia com a prática.

Além disso, os vídeos tutoriais são muito versáteis. Eles podem ser voltados para a atração, mostrando como resolver alguma dor inicial que o lead esteja pesquisando na internet. Mas também servem para o fundo, quando o lead precisa ver uma demonstração ou manual de uso da solução que pretende comprar.

Alguns exemplos de vídeos tutoriais são: 

  • Tutoriais de maquiagem;
  • Tutoriais de uso de uma solução;
  • Tutoriais de culinária;
  • Tutoriais de artesanato;
  • Tutoriais com hacks para o dia a dia. 

Seja qual for o tipo escolhido por você, basta seguir este passo a passo para criar vídeos tutoriais perfeitos e alinhados com sua estratégia de Marketing. Vamos lá?

1. Escolher o tema que será abordado no tutorial

Naturalmente, o primeiro passo é o mesmo para a produção de qualquer outro tipo de conteúdo. Se você vai falar sobre algo, primeiro precisa decidir sobre o que falará.

Nesse momento, precisará de toda a informação que tem sobre seu público. Volte às suas personas e avalie o que elas desejam consumir. Considere fatores como:

  • Idade;
  • Cargo;
  • Interesses pessoais;
  • Localidade;
  • Dores mais comuns.

 

São informações como estas que apontarão para a temática mais importante no momento. É de extrema importância que o tema seja relevante – caso contrário o conteúdo não terá o efeito esperado e não será capaz de engajar os leads.

Por fim, quando tiver definido as temáticas, pesquise e estude profundamente sobre o assunto. Você precisa ser um verdadeiro especialista no tema para que o conteúdo tenha valor. 

Poucos erros descredibilizam mais uma empresa do que passar uma informação errada ou superficial! 

Surpreenda seu lead com uma visão única acerca do tópico e com informações novas. Desse modo, ele será verdadeiramente tocado, confiará na empresa e sentirá vontade de compartilhar seu conteúdo com parceiros e amigos. 

2. Desenvolver um roteiro com tudo que será apresentado no tutorial

O segundo passo é desenvolver o roteiro para a criação dos vídeos tutoriais. Nesse momento, é  importante que você já tenha decidido qual o tipo de tutorial que você deseja criar.

Este assunto é tão importante que resolvemos dedicar uma seção inteira do texto para ele. Então, se essa for sua dúvida, guarde-a um pouquinho que logo teremos alguns exemplos para você se inspirar! 

O importante agora é ter consciência de que improvisar o material não é uma boa ideia. Claro, salvo raras exceções de pessoas absolutamente comunicativas e que dominam tanto o assunto, quanto a linguagem audiovisual com maestria. 

Por segurança (especialmente se você estiver começando a produzir vídeos agora), monte roteiros para cada peça de conteúdo.

O roteiro é um documento que serve para guiar toda a produção do vídeo tutorial. Nele estão especificadas quais são as necessidades técnicas:

  • Tipo de câmera;
  • Número de atores;
  • Técnicas de animação.

E qualquer outra que o material demande. Além disso, também é nesse documento que estará o texto a ser falado no tutorial – bem como a ordem de cada acontecimento no vídeo.

Lembre-se sempre de criar roteiros com início, meio e fim:

  1. Um momento inicial voltado para a apresentação do tema que será desenvolvido;
  2. O desenvolvimento contendo o modo como essa temática será revelada para o espectador; 
  3. Uma conclusão resolvendo o assunto e apresentando o produto/empresa – caso seja um vídeo de fundo de funil.

Você pode optar pelo modelo de script ou storyboards – vai da preferência de cada profissional da área.

3.Garantir as necessidades técnicas para a gravação

Trabalhar com audiovisual exige investimento. Se a sua empresa não possui estrutura para a produção desse tipo de material, talvez seja interessante considerar uma produtora especializada. 

De todo modo, caso esteja disposto a arcar com os custos, faça um levantamento detalhado de todas as necessidades técnicas.

Primeiramente, avalie quanto equipamento de audiovisual será necessário. 

Considere adquirir itens como:

  • Microfone de qualidade para captar som com clareza e sem ruídos;
  • Câmeras de qualidade para captar imagens com boa definição;
  • Objetos e produtos que venham a ser utilizados durante os vídeos tutoriais;
  • Equipamento de iluminação para garantir a qualidade da gravação;
  • Custo das licenças de softwares próprios para produção, edição e manipulação de som e imagem.

Depois disso é hora de pensar nos custos com equipe:

  • Custo do cachê dos atores que participarão da gravação;
  • Custo do tempo do operador de câmera que gravará o material;
  • Custo do serviço dos animadores;
  • Custo de serviço dos editores e responsáveis pela pós-produção.

Por fim, entram os custos ligados à locação onde acontecerá a gravação:

  • Custo de aluguel do espaço onde ocorrerá a gravação;
  • Custo de deslocamento da equipe até o local para a produção;

 

É claro que muitos destes custos podem ser eliminados a partir de parcerias, acúmulo de funções ou permutas. 

Contudo, o ideal é sempre considerar trabalhar com profissionais especializados em cada função. Assim você terá a certeza de produzir vídeos tutoriais satisfatórios e de qualidade.

4. Ensaiar o roteiro antes da gravação

Essa dica é mais voltada para quem escolhe trabalhar com formatos onde há atores falando com o público. Entretanto, isso não quer dizer que outros formatos também não precisem de alguns testes antes de fazer para valer.

No caso das produções envolvendo a fala de um ou mais atores com o público, faça dinâmicas de ensaio próprias do cinema e do teatro. Junte os atores e leia o texto junto deles. 

Encaminhe o material com antecedência para que eles também possam fazer esse trabalho individualmente – assim, aprende-se o texto e ganha-se naturalidade na hora de falar diante das câmeras.

Quando estiver tudo decorado, faça algumas passagens do início ao fim para pegar o ritmo antes de gravar. Nesse ensaio, você poderá também ter dimensão de quanto tempo terá o material pronto e escolher fazer eventuais cortes ou outras alterações. 

Já no caso dos vídeos tutoriais que não precisam de atores, é bom fazer alguns esboços e versões de teste do projeto antes de dar o acabamento. Assim, você têm uma ideia do resultado final e também têm tempo para fazer correções.

Outro caso comum é o uso de narradores em off (uma voz que não aparece na cena). Mesmo nessa modalidade o ensaio é importante. Portanto, grave a narração de diferentes formas para ver qual fica mais interessante antes de optar pela versão definitiva.

O sucesso de qualquer resultado audiovisual está diretamente ligado à quantidade de esforço dedicado aos ensaios. 

Quanto mais você puder praticar, mais perfeitos os vídeos tutoriais ficarão! 

5. Pós-produção: editar e distribuir o material produzido

Por fim, os últimos passos são aqueles ligados à pós-produção do material. Especificamente, é o momento da edição para depois lançar os vídeos tutoriais nos canais escolhidos.

A edição é o momento de colocar a cereja no topo do bolo. Muito defeitos da gravação podem ser resolvidos nessa etapa. Bem como os acertos também podem ser especialmente valorizados para aumentar a qualidade do vídeo.

Durante a edição, costuma-se acertar as seguintes questões:

  • Inserção de trilhas sonoras para gerar o efeito desejado;
  • Trabalhar as cores da imagem para deixar o vídeo visualmente atraente;
  • Tratamento do áudio para garantir que tudo esteja audível e equalizado;
  • Seleção de cenas para filtrar o melhor de tudo aquilo que foi gravado.
  • Cortes para eliminar defeitos como: atrasos na fala, vícios de linguagem, vícios corporais, barulho externo, etc.

 

Além disso, a finalização também é o momento para acrescentar legendas, efeitos visuais e a thumbnail dos vídeos tutoriais.

Tudo pronto? Hora de soltar seus filhos no mundo! Escolha os melhores canais para divulgação e dispare. Os canais devem sempre serem escolhidos com base naqueles que são mais relevantes para suas personas. 

Os horários de lançamento do material também devem levar em conta os hábitos e atividades do lead. Se você lançar o material em um momento que suas personas não costumam estar nas redes, seu vídeo será soterrado pelo flood da timeline e não será visto!

Portanto, não esqueça de trabalhar muito bem o SEO para vídeos a fim de garantir que seus vídeos tutoriais sejam encontrados e consumidos pelo público-alvo.

Para não ficar só na teoria, temos alguns exemplos e sugestões de modelos de vídeos tutoriais para inspirar você. Dê uma olhada!

Inspire-se: 3 tipos de vídeos tutoriais para você experimentar

Para quem está começando inspiração é fundamental. E para quem já está no meio do caminho e deseja dar um novo frescor à estratégia, conhecer outras alternativas também é revigorante. 

O fato é que sua estratégia de Marketing Digital precisa estar sempre evoluindo e, por isso, você está aqui.

Pensando nisso, selecionamos três tipos de vídeos tutoriais que você pode utilizar em sua estratégia de marketing. Esperamos que eles sirvam de inspiração e possam complementar suas atuais práticas de sucesso. 

Experimente-os:

1.Tutorial visual

Os vídeos tutoriais visuais são semelhantes às animações ou motion graphics. São vídeos que não contam com nenhum ator falando diretamente com o público. Para comunicar a informação são utilizados principalmente narração em off e animações simples para ilustrar o que está sendo dito.

É uma modalidade excelente para explicações simples e também para quem está com um orçamento mais apertado para investir agora. 

Basta um computador equipado dos softwares e ferramentas adequados e um animador para executar a produção dos vídeos. O segredo está em criar uma visualidade agradável e acrescentar trilha sonora e narrativas envolventes. 

O conteúdo deve ser simples e compreensível para sanar as dúvidas que o lead possa ter.

Como exemplo trouxemos o vídeo tutorial de um aplicativo de táxis corporativos chamado ECX. Nele, podemos ver claramente como o formato é usado para transmitir a identidade da empresa – ao mesmo tempo em que ensina aos taxistas como utilizar o aplicativo detalhadamente.


2. Vídeo-aula:

A vídeo-aula não é um formato tão novo assim. Afinal, o telecurso ajudou muitos estudantes entre 1968 e 2014. Por isso. é muito provável que você já tenha tido algum tipo de contato com esse formato.

Entretanto, igual a tudo no mundo, os vídeos tutoriais em formato de vídeo-aula também evoluíram. Hoje, muitas delas estão disponíveis gratuitamente no YouTube e ajudam milhares de curiosos todos os dias.

Geralmente, na vídeo-aula temos um ator/professor que ensinará determinado conteúdo em formato de monólogo. Porém, é importante sempre deixar interações com o espectador “soltas no ar”. Assim, você engaja mais o seu público e convida-o a pensar junto do professor sobre os temas abordados.

Veja abaixo o exemplo de uma vídeo-aula de português do professor Noslem:

 

Temos também uma postagem só sobre este formato aqui no blog. Leia também para não fazer feio na hora de montar a sua!

3.Passo a passo:

Os vídeos tutoriais de passo a passo estão entre os mais populares na rede. Eles possuem uma linguagem dinâmica e moderna para prender a atenção do usuário.

Geralmente, esse tipo de tutorial aborda assuntos diversos e pode ser mais ou menos complexo. A grande aposta está em manter um ritmo de fala interessante, trilha sonora envolvente e uma boa edição!

É uma modalidade muito utilizada por marcas que querem se aproximar do público de modo mais natural. Para tanto, é comum que a linguagem usada seja informal e direta – a fim de realmente criar rapport com o lead, como se em uma conversa. 

Entretanto, também é comum vermos tutoriais passo a passo sem fala ou narração, apenas com imagens e texto. Tal como o exemplo abaixo, do famoso canal Tastemade.

Quem é que nunca ficou babando em uma dessas receitas ao ver um dos vídeos nas redes sociais? Então, confira só essa receita de pão de alho e, de quebra, já entenda melhor sobre o que estamos falando:

 

E aí, preparado(a) para acrescentar os vídeos tutoriais na sua estratégia de marketing? Esperamos que sim, pois os resultados são incríveis! 

Lançamos o desafio: experimente agregar esse formato com um vídeo, inicialmente. Após lançá-lo, avalie o seu sucesso e calcule o ROI da estratégia de Vídeo Marketing. 

Se der certo, basta replicar o que você aprendeu e aproveitar o máximo disso. Se não funcionar como o esperado, não desista. Hora de reavaliar o que foi feito, aprender com os erros e melhorar na próxima! 

Em todo caso, sempre existirão as produtoras de conteúdo para te dar aquela força! Contratar uma agência é uma forma eficaz de assegurar a qualidade do produto final – sem ter de fazer todo o investimento necessário para produzir um audiovisual! 

Como vimos anteriormente, algo perfeito pode sair mais caro do que o esperado! Logo, certamente investir em uma produtora terceirizada vale muito a pena. 

Em outras palavras, a decisão está em suas mãos e nós estamos sempre aqui para ajudá-lo no que for preciso! Então, qual será o primeiro dos seus vídeos tutoriais? Comente nas redes que estamos curiosos para saber!

E, se quiser aprender ainda mais sobre como gerar resultados incríveis com Vídeo Marketing, aqui vai um presentinho: preparamos um eBook gratuito com tudo que você precisa saber sobre o uso de vídeos no Marketing digital!

Clique aqui e baixe agora mesmo! 

Até mais! 😉

Vídeo de produto: por que e como criar o seu

Vídeo de produto: por que e como criar o seu

Com certeza, você já deve ter ficado morrendo de vontade de comprar algo após ver um vídeo de produto nas redes sociais! 

Da demonstração de utensílios de cozinha incríveis e para usos inimagináveis até o uso de um software inovador e inteligente, o fato é que um bom vídeo de produto mexe com a gente! 

Considerando o potencial desse tipo de conteúdo, decidimos criar um guia introdutório para que você possa agregá-lo em seu planejamento. 

Certamente, sua estratégia de Marketing Digital pode funcionar muito melhor se você for capaz de demonstrar as vantagens do seu produto. 

Nesta postagem, você aprenderá como fazer um vídeo de produto e como utilizá-lo para vender mais e aumentar a relevância da sua marca!

Você vai ler sobre:

  • O que é um vídeo de produto e quando utilizá-lo na estratégia de Marketing;
  • Quais são as vantagens de usar vídeo de produto para e-commerce;
  • Como fazer um vídeo demonstrativo de produto que performa bem. 

O que é um vídeo de produto?

O vídeo demostrativo é perfeito para divulgar um produto e trazer o foco para suas funcionalidades. Com uma linguagem de fácil entendimento e dinâmica, ele está entre os favoritos no meio digital. 

Afinal, quem é que gosta de ler um manual de instruções chato e descritivo? Quase ninguém. Por isso, apresentar o vídeo como uma alternativa de fácil consumo pode te fazer ganhar pontos junto aos seus clientes e leads. 

É batata: pesquisas apontam que os clientes preferem ver um vídeo de produto 4x mais do que ler um manual explicativo.

O objetivo do vídeo demostrativo é deixar claro para o público como seu produto deve ser utilizado. Ele ainda deve revelar como esse uso soluciona determinado problema – o qual está previsto entre as dores da persona. Tudo sempre de modo simples, direto e eficaz.

Ver o produto em funcionamento é o suficiente para inspirar novos clientes e instruir os que você já tem. Desse modo, além de atrair mais vendas, você garante uma experiência de sucesso com o uso da solução. 

Isso vale tanto para produtos de e-commerce, softwares/SaaS ou ferramentas: todos se beneficiam do vídeo de produto!

As vantagens do vídeo de produto

Estamos na era do vídeo no Marketing Digital: 87% das empresas já utilizam esse formato de conteúdo com 83% de aprovação pelo aumento no ROI. 

O usuário quer praticidade, informações de fácil absorção e visual impactante. Por isso esse formato de vídeo se mostra como uma alternativa tão relevante.

No caso do vídeo demonstrativo de produto, podemos destacar as seguintes vantagens:

  • Aumento de tráfego orgânico:

Um dos grandes objetivos do Marketing Digital é aumentar o tráfego orgânico e o alcance dos seus ambientes virtuais. Isso gera mais vendas e aumenta o conhecimento da marca, consolidando-a no mercado.

Com o uso de vídeo demonstrativo de produto para e-commerce e outros modelos de negócio isso é possível. Eles aumentam (e muito!) as chances de atrair visitantes. 

Na mesma pesquisa dos dados acima podemos ver que 99% dos usuários assiste a algum tipo de vídeo todos os dias.

Além disso, os próprios mecanismos de busca dão mais relevância para conteúdos em vídeo. Ou seja, de quebra você ainda dá um up no SEO da página!

  • Facilidade de consumo:

A facilidade de consumo é uma grande vantagem do vídeo de produto. Quando unimos informação visual, textual e auditiva em um único conteúdo, os consumidores conseguem assimilar mais informação.

Desse modo é possível, ainda, concentrar mais dados em menos tempo – sendo ideal para o dia a dia em meio a rotina.

  • Potencial para viralizar na internet:

Se tem uma coisa que todo mundo gosta hoje em dia é de um bom viral na internet, concorda? Certamente você também tem os seus favoritos, seja pela informação, diversão ou reflexão que ele provoca!

Para uma estratégia de Marketing Digital, criar conteúdo viral é o auge! Sabia que vídeos geram 1200% mais compartilhamentos que textos e imagens juntos

Isso quer dizer que o vídeo é o formato certo para engajar mais leads e escalar o alcance da estratégia de Marketing.

Naturalmente, agora que você já conhece todas as vantagens do vídeo de produto, deve estar com o interesse lá em cima. Então, confira a seguir algumas dicas sobre como produzir o seu!

Dicas incríveis para a produção de vídeo de produto

Você é desses que descobre a solução e quer logo partir para a prática? Ótimo! Ajudaremos com 5 dicas importantes na hora de produzir seu vídeo demonstrativo

Vamos lá:

1. Tenha suas personas em mente

Provavelmente você já sabe disso, mas é um detalhe tão importante que sempre é bom reforçar. Para que uma estratégia de Marketing seja bem sucedida, ela precisa de alvos claros e estar bem posicionada em relação ao funil de vendas

Definir suas personas é o passo fundamental para saber:

  • O tipo de conteúdo que elas gostam mais;
  • Quais são as dores que elas desejam resolver;
  • Que temáticas são relevantes para elas. 

E outras. Se precisar de ajuda para criar as personas de sua empresa, leia este post e tire isso de letra! 

2. Foque nas características mais importantes

O consumidor digital quer objetividade em seus serviços. Evite toda a “perfumaria” do discurso de venda. Foque apenas naquilo que o cliente/lead deseja e precisa.

O vídeo deve mostrar exatamente como o seu produto resolve dores específicas definidas junto com a persona.

Por exemplo: ao invés de falar que a fibra ótica é uma tecnologia superior às outras por esse ou aquele motivo, que tal dizer que com ela o você pode assistir a vídeos em HD rapidamente e jogar online com estabilidade?

3. Use de tecnologia e muita criatividade

O público digital está exposto a estímulos muito diversificados. O grande repertório também torna-os mais exigentes em relação aos conteúdos – especialmente para valer o compartilhamento. 

Logo, busque bons equipamentos para gravar o vídeo e softwares adequados para fazer uma edição bacana. 

Sobretudo, lembre-se: o melhor equipamento não é nada sem uma ideia incrível. Valorize a criatividade e não tenha medo de inovar!

4. Convide seu público a interagir

A grande vantagem do Marketing Digital está no potencial de engajamento e contato direto com o público. Aproveite que as redes oferecem suporte para isso e sempre convide os leads a interagir com o material.

Peça que compartilhem, marquem os amigos que ficariam interessados no conteúdo ou mesmo comentem sua opinião. 

Quanto aos clientes, convide-os a falarem sobre sua experiência com o produto nos comentários. Isso pode gerar boas histórias e render mais engajamento. 

5. Não tenha medo de terceirizar

Por fim, caso tenha problemas em conseguir equipamento e profissionais qualificados para produção de vídeo, não pare: você sempre pode contar com produtoras especializadas em conteúdo para ajudá-lo. 

Profissionais criativos e preparados podem captar a essência de sua marca e o primordial sobre seu produto e montar o vídeo ideal!

Seguindo essas 5 dicas você já tem boas referências para se aventurar com o vídeo de produto para e-commerce e outros modelos de negócios. Boa produção! Depois, comente em nossas redes e conte como foi! 🙂

Mas, se quiser dar um passo além e aprender mais sobre estratégias de Video Marketing, temos o material perfeito:

Baixe agora mesmo o e-book “Como gerar resultados com Video Marketing”!

Ferramentas para criação de vídeos online

Ferramentas para criação de vídeos online

Para ser bem sucedido a frente do departamento de Marketing, você precisa se atualizar constantemente. Diante disso, imaginamos que você já esteja com o olhar voltado para a tendência do vídeo marketing e as ferramentas de vídeos para essa produção.

Como o assunto está em alta (inclusive, temos vários conteúdos sobre vídeos aqui em nosso blog), muitos estão se aventurando em criar seus próprios vídeos e diversificando a produção de Inbound. É justamente pensando nesse pessoal que decidimos criar um post para apresentar algumas das melhores ferramentas de vídeos disponíveis no mercado. 

Você vai ler sobre:

  • 3 ferramentas de vídeos para você utilizar em sua empresa;
  • Como potencializar a criação audiovisual com ferramentas de vídeos;
  • A importância de criar vídeos de qualidade.

O potencial do audiovisual com ferramentas de vídeos

Com o avanço das tecnologias digitais, o vídeo se tornou um verdadeiro divisor de águas para as estratégias de Inbound. 

Não adianta mais investir apenas em conteúdos tradicionais do Marketing Digital – como blogposts e redes sociais.

O consumidor de hoje exige um passo além: você precisa produzir conteúdos que façam jus ao dinamismo e interatividade dos nativos digitais. A prova disso é o dado de que 68% dos consumidores prefere se informar sobre um produto através de vídeos curtos.

Vídeos estes que podem estar em diferentes formatos, para abranger todas as etapas da jornada de compra. 

Conforme a mesma pesquisa da HubSpot, estes são os formatos que os leads desejam consumir:

  • 39% quer mais vídeos explicativos;
  • 20% gostaria de assistir mais virais;
  • 12% preferem os demos;
  • 10% gostam de vídeo blogs;
  • 9% prezam pela interatividade no conteúdo em vídeo;
  • 6% querem ver mais tutoriais de softwares.

Certamente, a demanda por vídeos é grande e o investimento por parte das empresas também: 87% já está produzindo esse tipo de material – e a perspectiva é que o número cresça cada vez mais. 

Nesse cenário, você precisa de muita qualidade para chamar a atenção e ter diferencial competitivo.

É um trabalho para profissionais capacitados-  e que precisa das ferramentas certas para proporcionar bons resultados. Afinal, boas ideias com execuções medíocres são apenas desperdício do seu potencial.

Não deixaremos você cair nessa: se estiver buscando ferramentas de vídeos para deixar suas produções cada vez mais incríveis, está no lugar certo! 

Sem mais delongas, conheça nossas sugestões para fazer a diferença na execução de sua estratégia de Marketing. 

3 ferramentas de vídeos para criação de conteúdo online

A concorrência é grande. Quase todo mundo pode produzir conteúdo em vídeo, basta ter um smartphone que já é possível gerar muito material. 

Entretanto, o diferencial está em conferir ao material um aspecto profissional, que faz com que ele se destaque diante dos demais.

O segredo para alcançar esse efeito está em dois ingredientes:

  1. Profissionais especializados em produção de vídeo, capazes de planejar e executar a produção audiovisual com maestria;
  2. Ferramentas de vídeos para dar aquele toque final e gerar resultados com mais qualidade.

Caso já tenha os profissionais certos à disposição, é hora de olhar para as ferramentas de vídeos que irão potencializar o seu trabalho! Vamos lá?

1. Collaj

Collaj é uma das ferramentas de vídeos mais utilizadas tanto para criação, quanto para a edição do material. Ele funciona em diferentes sistemas operacionais, podendo ser utilizado tanto em Windows quanto em Macs.

Seu design é projetado para ser simples: qualquer pessoa da equipe é capaz de utilizar o software e alcançar resultados interessantes. Por meio dele é possível criar vídeos de gravação da tela, webcam, áudio – ou tudo ao mesmo tempo!

Além disso, também é possível gravar vídeos multi-stream com integração de slides em Power Point.

Entretanto, este não é um software gratuito. Sua versão demonstrativa permite gravar e editar somente até dois minutos de vídeo. 

Por isso, se quiser o máximo de suas ferramentas de vídeos, é válido considerar o investimento e adquirir a versão que mais se encaixa para sua empresa.

Veja um vídeo demonstrativo do software em funcionamento:

https://www.youtube.com/watch?v=AImObKKyptU – INSERIR VÍDEO

2. Soapbox

Se a grana estiver curta e um investimento como o Collaj fora de cogitação, talvez o Soapbox seja a melhor opção.

Ele é uma ferramenta gratuita que funciona através de uma extensão para Google Chrome. Com isso, você consegue criar e editar vídeos profissionalmente direto do navegador, em qualquer laptop. 

Apesar dos resultados serem bons, é um software indicado para pessoas sem conhecimento da linguagem. Logo, pode ser que um profissional da área talvez sinta falta de alguns recursos – mas para quem está começando é de grande utilidade!

Dentre suas ferramentas de vídeos está a possibilidade de gravar a tela e a webcam, intercalando entre as duas se for necessário.

Confira a apresentação do software em vídeo:

https://www.youtube.com/watch?v=BxkTP2nUjhU INSERIR VÍDEO

3. Sony Vegas

Agora, se você é profissional da área e está seguro para ir direto ao módulo avançado, o Sony Vegas é a melhor opção! 

Atualmente, ele é uma das alternativas mais completas do mercado voltado para um público que já tem conhecimento sobre ferramentas de vídeos.

Apesar de não ser tão intuitivo quanto as sugestões anteriores, os resultados valem a pena. Os recursos do Sony Vegas geram materiais absolutamente profissionais, permitindo controlar aspectos como: 

  • Tratamento profissional para áudio;
  • Vídeo HD com áudio Dolby Digital;
  • Edição em 3D.

E muito mais! Assista o demo do Sony Vegas Pro para entender a capacidade do produto:

https://www.youtube.com/watch?v=dmILYkAA68Q INSERIR VÍDEO

É claro que existem outras alternativas, mas essas três já servem para profissionais em diferentes níveis de intimidade com a produção de vídeos para Marketing Digital.

Outra boa saída é contratar uma produtora de vídeo especializada e deixar que eles façam o serviço. Você terá a garantia da qualidade e de um trabalho totalmente minucioso – uma vez que estes profissionais conhecem as ferramentas de vídeos certas para cada ocasião e, assim, alcançar o efeito que você deseja.

A produtora pode dar conta de todas as etapas da criação, deixando que você fique livre para cuidar de outros assuntos importantes para a sua estratégia.

E então? Qual será sua opção: produzir internamente com ferramentas de vídeo ou contar com ajuda de profissionais especializados? Seja qual for, o importante é investir em Vídeo Marketing o quanto antes para não ficar para trás! 

Portanto, se precisar de uma mãozinha, entre em contato conosco! 🙂

Comente abaixo quais ferramentas de vídeos já trouxeram os melhores resultados para você.

Porém, não pare agora: o Vídeo Marketing pode te levar ainda mais longe. Baixe o e-book “Como gerar resultados com vídeo” e saiba como chegar lá!

Até mais! 😉

Como utilizar streaming de vídeo na sua estratégia de conteúdo

Como utilizar streaming de vídeo na sua estratégia de conteúdo

O streaming virou um hábito: quando você chega em casa e liga o Netflix, por exemplo, você já está consumindo esta tecnologia. 

Muito se ouve sobre streaming de vídeo, streaming de áudio… Mas você realmente sabe como usar tudo isso a seu favor quando o assunto é Marketing Digital? Se você tem dúvidas sobre o assunto, este post contém todas as respostas necessárias!

Neste post, vamos falar especialmente sobre streaming de vídeo para ajudá-lo a inovar em seu planejamento de conteúdo. 

Você vai ler sobre:

  • O que é streaming de vídeo;
  • Os diferentes tipos de streaming de vídeo;
  • Exemplos de plataformas de streaming de vídeo de sucesso.

Streaming de vídeo: o que é isso?

Bom, para começar vamos definir exatamente o que é streaming. Streaming trata-se da tecnologia digital que permite transmitir dados multimídia instantaneamente por meio da internet.

Você lembra quando era preciso abrir o eMule (ou quaisquer outros similares) e passar horas esperando aquele clipe baixar para assistir em seu computador? É graças ao streaming de vídeo que, atualmente, estamos todos livres disso! 

Com essa tecnologia, tornou-se possível consumir conteúdo audiovisual instantâneamente – sem sequer precisar gastar espaço nos HDs da vida. 

Nesse sentido, os conteúdos streamados podem ser em áudio ou vídeo, tal como podcasts ou o episódio da sua série favorita naquele site esperto.

Uma curiosidade interessante é saber que stream significa córrego em inglês. Ou seja: um fluxo contínuo – tal qual o fluxo de informações no streaming de vídeo

Ô tecnologia incrível, concorda? 🤩

Entretanto, existem diferentes formas de fazer esse tipo de transmissão de conteúdo, como explicaremos a seguir!

A diferença entre streaming e live streaming

Agora que você compreende o conceito básico de streaming, falaremos um pouco sobre o seu funcionamento. Dessa maneira, ficará mais fácil compreender as diferenças entre streaming e live streaming de vídeo.

O que permite que você assista ao conteúdo enquanto ele carrega é o modo como isso é feito. No streaming de vídeo, por exemplo, acontece assim:

  1.  O usuário decide acessar um conteúdo em áudio ou vídeo;
  2. Através da internet a plataforma baixa somente os dados iniciais do conteúdo;
  3. Enquanto estes dados são executados, o player baixa os dados do trecho seguinte;
  4. Os dados que já foram reproduzidos são deletados para dar lugar aos novos.

E assim sucessivamente. Se você tem um bom ponto de acesso à internet, você nem sequer percebe essas interrupções, que são chamadas de buffering. É o que acontece em nos vídeos hospedados na plataforma do YouTube, por exemplo.

Naturalmente, a tecnologia para streaming de vídeo também evoluiu, assim como a qualidade dos serviços de internet. Logo, popularizou-se outra modalidade de streaming, que são as lives.

O live streaming de vídeo é similar ao streaming tradicional, porém, com certas particularidades. Nas lives os dados não estão armazenados na plataforma, mas são transmitidos diretamente para o player em tempo real.

Eles são transmitidos e reproduzidos ao mesmo tempo, de modo que qualquer oscilação na conexão por parte de um dos lados prejudica a transmissão. É o caso das transmissões de eventos ao vivo, como shows e jogos esportivos.

E qual o impacto do streaming de vídeo em minha estratégia?

Primeiramente, sua estratégia de conteúdo tem muito a ganhar com a utilização de vídeos. A produção de vídeos oferece um Retorno Sobre Investimento (ROI) vantajoso – como você pode aprender a calcular aqui

Se não fosse assim, a estratégia não teria uma adesão de 87% dos profissionais da área, segundo a Hubspot.

Especialmente no caso do streaming de vídeo, a perspectiva não poderia ser melhor. Estima-se que este formato arrecade aproximadamente 70 bilhões de dólares até 2021.

Com certeza existe espaço para você aproveitar sua fatia deste mercado bilionário. Afinal, o streaming de vídeo não tem essa hype por acaso. 

Dentre os principais motivos do seu sucesso estão:

  • Streaming de vídeo é um formato fácil de ser consumido:

O fato é que o consumidor de hoje prefere consumir conteúdo em forma de vídeo, pois estes são mais dinâmicos e de fácil compreensão. Além, é claro, de serem perfeitamente adequados para as redes sociais, onde boa parte da população gasta muito tempo do seu dia.

Por meio das redes sociais, fazer uma transmissão ao vivo é relativamente simples. Com uma câmera de smartphone já é possível conseguir bons resultados. Agora, imagine com equipamento especializado? O potencial é imenso!

  • O streaming é mais engajador:

Pessoas interagem muito com vídeos nas redes sociais: 90% dos usuários de mobile que consomem vídeos compartilham com outras pessoas. 

O potencial fica ainda maior durante live streamings – onde você pode interagir com o público diretamente e convidá-lo a comentar e compartilhar o material em seus perfis.

Está vendo como o impacto é real? Então, conheça agora algumas das maiores plataformas de streaming de vídeo e dicas de como aproveitar a tendência em cada uma delas!

 

As maiores plataformas de streaming de vídeo

Atualmente, as plataformas de streaming de vídeo se multiplicaram e são especializadas em vários nichos. 

Existem aquelas voltadas para filmes e séries (alô, Netflix!), live streaming de jogos (twitch.tv) e muitas outras. Por isso, antes de definir qual a melhor para sua estratégia é preciso avaliar os hábitos de suas personas.

Escolher a plataforma certa é fundamental, porque influencia diretamente na qualidade do resultado. Uma plataforma ruim pode deixar o vídeo lento ou ainda interromper a conexão com excesso de propagandas externas e telas pretas.

Busque saber quais temas e plataformas interessam mais ao seu público e foque nelas. Seu público sempre será o norte, jamais se esqueça disso! 

De todo modo, falaremos um pouco sobre as duas maiores redes sociais com suporte para streaming de vídeo que podem ser utilizadas por boa parte dos modelos de negócios. 

Vamos lá:

  • YouTube:

Dada a sua relevância, o YouTube é quase um sinônimo de streaming de vídeo. A plataforma ficou tão popular que hoje já é o segundo maior mecanismo de buscas do planeta!

Nela você encontra conteúdo em vídeo de (quase) todos os tipos e formatos. Todo o conteúdo postado fica armazenado na plataforma para que seja exibido em modo de streaming. 

O player ainda conta com suporte para live streaming – armazenando os vídeos no canal após a exibição para que sejam executados novamente.

Não tem como fazer uma estratégia de Vídeo Marketing sem levar em conta esse gigante do streaming de vídeo

Portanto, aproveite para ler também este material sobre como ganhar visibilidade na rede caprichando no SEO!

  • Instagram:

Uma rede que chegou de mansinho e hoje é uma das mais relevantes nas mídias sociais. O crescimento do sucesso da rede se dá muito pela criação dos stories. E, é claro, da possibilidade de fazer live streaming diretamente na plataforma.

O streaming de vídeo ao vivo no Instagram traz muitas vantagens para as empresas na rede. Os motivos podem que podemos listar são:

  • As lives sempre ficam em primeiro nos stories, o que traz mais visibilidade para o conteúdo.
  • Usuários que seguem e engajam-se com seu perfil são sempre notificados quando uma live acontece.
  • Nas lives é possível interagir com o público e estreitar relações com a marca.

Além de ser um conteúdo que possibilita um formato mais descontraído e coloquial, facilitando a criação de raport entre você e seus seguidores. 

Uma dica importante para você otimizar seus streamings de vídeo na rede é configurá-los antes de iniciar a live. Clique na engrenagem no canto da tela e você terá acesso a um menu com várias opções.

gerar resultados com vídeo

Defina sua estratégia de vídeo marketing em 5 passos

Defina sua estratégia de vídeo marketing em 5 passos

O vídeo marketing já está consolidado como a maior tendência da era digital. Se você acompanha o nosso blog, já deve saber sobre a importância de investir em uma estratégia de vídeo marketing. Se não, talvez seja hora de você saber! 

Segundo a Hubspot, 87% dos consumidores deseja ver mais vídeos de suas marcas daqui para frente.

Esse formato de conteúdo é  o favorito entre os usuários e demonstra grande potencial para divulgar sua marca e engajar novos leads. Podemos dizer que nos dias de hoje é preciso definir uma estratégia de vídeo marketing poderosa para se manter competitivo e não cair no esquecimento.  Quem não entrar na onda, meu amigo/minha amiga… tchau, tchau!

Para sobreviver, é preciso adaptar-se. E é por isso que decidimos fazer este passo a passo para ajudar você a definir sua estratégia de vídeo para o Marketing Digital.

Você vai ler sobre:

  • Tudo o que você precisa saber para definir sua estratégia de vídeo marketing;
  • Motivos pelos quais uma estratégia de vídeo marketing é tão importante;
  • Dicas para garantir que a estratégia de vídeo marketing traga grandes resultados.

A importância da estratégia de vídeo marketing

Como já dizemos, estruturar sua estratégia de vídeo marketing é mais do que importante: é necessário. Com a popularização dos smartphones e o acesso constante que todos têm à internet, o consumo de material se tornou regra. 

Contudo, dentre as muitas possibilidades de formatos de conteúdos, os vídeos estão roubando a cena ultimamente. Basta pensar na sua própria rotina: quantos vídeos você já assistiu hoje? 

No meio da correria do cotidiano, é mais fácil parar e assistir a um vídeo curto ou ler um artigo sobre seus temas de interesse? A maioria das pessoas prefere os vídeos.

Especialmente no campo do marketing. Na mesma pesquisa da Hubspot que citamos na introdução, encontramos outros dados interessantes. 

Por exemplo: sabia que 68% dos leads consultados afirmaram que preferem aprender mais sobre um produto por meio de vídeos curtos?

Os motivos não são difíceis de entender: vídeos são práticos e mais interessantes. Os estímulos em diversas partes do cérebro causados pelo material audiovisual prende a atenção e comunica mais. 

Comprovadamente, um volume consideravelmente maior de informações pode ser passado através de um vídeo do que em um texto escrito.

Naturalmente, isso tornou esse formato o queridinho da internet e obrigou empresas de todos os setores a abraçá-lo e incorporá-lo em suas práticas de marketing: 99% das empresas que já utilizam pretendem continuar e 88% destas querem aumentar o investimento

Tudo graças ao incrível Retorno sobre Investimento (ROI) que a estratégia de vídeo marketing proporciona. 

Com essas informações, você já deve estar convencido(a) de que não há alternativa. Para aumentar os resultados, é preciso estar à altura das demandas da sua época. 

Então, mãos à obra para montar sua nova estratégia!

 

Como criar uma estratégia de vídeo marketing

É claro que toda fórmula precisa ser validada diante da realidade de cada empresa. 

Utilize essa informação de modo inteligente, adaptando quando necessário para que faça sentido quando aplicada dentro do modelo do seu negócio.

1) Considerar a estratégia de conteúdo

O primeiro passo é compreender exatamente como funcionará sua estratégia de conteúdo. De modo mais geral, quer dizer olhar para o básico:

  • Criar e estudar as personas para ter assertividade junto ao público escolhido;
  • Definir questões de branding para que a marca tenha identidade e seja devidamente posicionada;
  • Definir processos operacionais e estratégicos para orquestrar o funcionamento da estratégia do início ao fim;
  • Definir os objetivos da estratégia de Marketing e quais as etapas necessárias para alcançar cada um deles; 
  • Definir metas condizentes com os objetivos para avaliar o sucesso das ações.

É importante que tudo isso esteja integrado para garantir a máxima eficiência de todas as partes e a qualidade durante as passagens de bastão. 

 

2) Planejar a sua execução

Pronto! Agora que toda a base da estratégia de Marketing está definida, você pode planejar a execução de cada ação isoladamente. 

No caso da estratégia de vídeo marketing o planejamento deve levar em conta:

  • O tipo de vídeo que será produzido:

O tipo de vídeo a ser produzido depende do objetivo de cada material e dos interesses das personas. Nesta postagem você pode ler qual estilo de vídeo é mais adequado para cada etapa do funil e objetivo estratégico.

  • Custos de produção: 

Contabilize todo o investimento necessário para executar seu planejamento. Isso abrange os gastos com equipe, compra ou aluguel de equipamento e material utilizado. Ou ainda o custo de terceirização, caso opte por esta alternativa.  

  • Cronograma: 

Estabeleça um cronograma que precisa ser respeitado para que a estratégia de vídeo marketing tenha efeito no período planejado.


3) Produzir o material planejado

Com toda a parte da pré-produção organizada, é chegada a hora de dar vida às suas ideias. A produção do material pode tomar 2 caminhos: produção própria ou produção terceirizada.

No caso de uma produção própria, contrate profissionais qualificados e adquira o equipamento necessário. Feito isso, crie um roteiro para cada vídeo – detalhando o passo a passo para alcançar o resultado esperado (falas, câmera, figurino, trilha sonora, etc.). 

Por último, certifique-se que a locação para gravação está disponível, reúna a equipe e mãos na massa!

Caso escolha a terceirização, pode descansar tranquilo enquanto a produtora resolve esta parte. Sua única preocupação deve ser oferecer todas as informações e materiais que a mesma precisa para desenvolver um material do seu gosto!


4) Distribuir o material produzido 

Com o material em mãos, chega o momento de definir quais serão os canais de distribuição. 

Novamente é preciso voltar às personas e objetivos para saber quais canais são mais acessados por elas e o melhor horário de lançamento/postagem.

É importante estudar os canais com cuidado, pois cada um deles têm suas próprias regras e práticas de otimização. Os mais populares são:

  • Youtube: suporta vídeos mais longos, porém, é preciso trabalhar na construção de um canal interessante para chamar a atenção do usuário.
  • Facebook: funciona melhor com vídeos mais dinâmicos, divertidos e engajadores – daquele tipo que você sente vontade de compartilhar com seus amigos!
  • Instagram: focado em vídeos mais curtos, abrindo possibilidade para um tom mais pessoal na comunicação. 
  • Site próprio: e é claro, disponibilize todos em seu próprio site para dar material àqueles que chegam diretamente ao seu endereço virtual!

Aqui falamos um pouco sobre cada uma dessas redes e o tipo de material mais eficiente.

 

5) Analisar os resultados coletados

A última etapa é metrificar os resultados para saber se você obteve sucesso e o que ainda é preciso melhorar. 

É o momento de avaliar os KPIs da estratégia de vídeo marketing e ver se os números batem com suas metas e objetivos.

Dentre os principais KPIs podemos citar:

  • Feedback dos leads e usuários sobre o material;
  • Engajamento baseado no nível de interação com os materiais;
  • Número de visualizações e Click Through Rate (CTR) para saber o quanto o vídeo foi, de fato, assistido;
  • Taxa de conversão para saber quantos leads tomaram decisão de compra após assistir ao material;
  • Faturamento para saber o total dos gastos e arrecadação;
  • ROI para descobrir o retorno do investimento e verificar o valor da estratégia.

Conclusão

Você também pode encontrar mais informações detalhadas sobre a análise dos resultados do video marketing clicando aqui.

Seguindo estes 5 passos, você estará pronto para definir uma estratégia de vídeo marketing coerente e efetiva. Mas não pare por aí! 

gerar resultados com vídeo

Que tal baixar um eBook e se aprofundar ainda mais em seus estudos sobre a eficiência do uso de vídeos no Marketing Digital? Acesse este link e faça o download gratuito. Boa leitura!

4 formas de divulgar vídeos e fazer seu canal bombar!

4 formas de divulgar vídeos e fazer seu canal bombar!

Sabemos muito bem quanto esforço está envolvido no processo de produzir e divulgar vídeos. São muitas horas dedicadas a planejar o material, escrever roteiros, produzir e editar.

E seria uma pena se esse conteúdo produzido com tanto amor e carinho ficasse, de fato, esquecido para sempre nos confins da internet, não é mesmo?

Por isso, nesta postagem vamos ajudá-lo a otimizar sua estratégia de distribuição de conteúdos. Assim, seus materiais não ficarão abandonados e sua produção de vídeos vai atingir os resultados que você procura.

Separamos quatro dicas para garantir sucesso na hora de divulgar vídeos e atrair muitos usuários com este tipo de conteúdo.

Você vai ler sobre:

  • Formas eficientes para divulgar vídeos;
  • Como ter um canal de sucesso.

Infelizmente, esse é um problema enfrentado por muitos produtores de conteúdo. Muitas vezes, empresas focam tanto na produção de conteúdos que acabam com um grande volume de material sem acessos.

É como gastar horas explicando coisas incríveis para uma plateia vazia: um verdadeiro desperdício de recursos valiosos para o desenvolvimento da empresa.

Se esse for o caso da sua estratégia de Marketing, alerta vermelho: você precisa urgentemente otimizar a distribuição de conteúdos, especialmente conteúdos em vídeos que são o verdadeiro xodó dos usuários de internet.

Sabia que vídeos geram 1200% mais compartilhamentos que conteúdos em imagem e texto juntos? Eles são a sua oportunidade de ouro de ganhar mais relevância no meio digital!

Confira as dicas a seguir para divulgar vídeos e tirar seus conteúdos do exílio!

As melhores dicas para divulgar vídeos e garantir acessos

Seus vídeos merecem destaque, por isso é preciso investir em métodos eficientes para aumentar o potencial de atração e alcance dos  conteúdos.

1. Identificar os melhores canais para divulgar vídeos


Existem diversos canais disponíveis para você hospedar e distribuir seus materiais. Contudo, naturalmente existem alguns que são melhores do que os outros. Isso depende da relevância deste canal entre os usuários – principalmente às suas personas.

Logo, tudo deve partir delas. Faça um estudo detalhado de suas personas e clientes para saber quais canais são os mais acessados por eles.

Para tanto, pergunte diretamente ao público-alvo, analise os indicadores de tráfego dos diferentes canais e observe o comportamento do mercado.

Os resultados variam um pouco de área para área, mas sempre tem aqueles que fazem sucesso em todo lugar. No caso da divulgação de vídeos, estas são algumas possibilidades:

  • Seu próprio site:

Comecemos pelo mais óbvio: divulgar vídeos no site da sua empresa. É natural que todo o conteúdo produzido esteja hospedado em seu próprio domínio. Afinal, lá deve estar concentrado todo o material a respeito de sua marca e produtos.

Entretanto, você pode refinar essa estratégia:

  • Crie chamadas com CTAs e inclua botões em diferentes páginas do site que direcionem o usuário para seu canal de vídeos;
  • Programe anúncios em pop-up quando o usuário estiver saindo da página;
  • Divulgue seus vídeos em conteúdos com temáticas semelhantes. Por exemplo, embedando eles em uma parte do texto que faça referência direta ao assunto abordado no vídeo.

–  YouTube:

Esse é o site para compartilhamento de material audiovisual mais famoso do mundo! Só por esse motivo ele já se torna indispensável quando o assunto é divulgar vídeos.

Longe de ser uma ferramenta exclusiva dos Youtubers, manter um canal atualizado na plataforma é essencial para qualquer estratégia de Marketing Digital.  No canal seus leads e clientes podem se inscrever para receberem atualizações constantes.

E é exatamente isso que seus inscritos esperam:

  • Frequência na postagem de vídeos com coteúdo relevante para eles
  • Visual arrojado e interessante para chamar a atenção de suas personas
  • Um canal organizado em listas que permitam escolher o tipo de conteúdo que desejam ver e seguir as trilhas.

Além disso, o YouTube tem integração com boa parte das redes sociais. Isso facilita o compartilhamento, pois a experiência do usuário não é prejudicada na rede e ainda há a possibilidade de redirecioná-lo para o próprio canal.

– Redes sociais:

Sendo as grandes favoritas do momento, as redes sociais são a base de qualquer estratégia de Marketing Digital.

Diariamente, as redes sociais contam com 3,2 bilhões de acessos de usuários. Isso significa 42% da população mundial! Elas modificaram completamente a experiência humana e, logo, precisam ser incluídas no seu planejamento.

Cada rede social tem suas particularidades. O Facebook tem boa integração com o YouTube e dá suporte para exibir vídeos inteiros. Já o Instagram permite somente vídeos curtos, de modo que é mais adequado para postar chamadas para outros canais.

Temos um post onde ensinamos as melhores práticas para cada uma das maiores redes sociais. Dê um pulo lá para se aprofundar no assunto! 🙂

2. Trabalhar na otimização SEO do canal

Que o SEO está no coração de todo profissional do Marketing Digital, disso a gente já sabe. Entretanto, é bom lembrar que os princípios de otimização também valem para vídeos!

Mais do que isso: a própria existência de um vídeo em uma página é favorável ao SEO do Google – melhorando o seu rankeamento.

Apesar do algoritmo do YouTube não serem capazes de analisar o conteúdo do próprio vídeo, eles têm seus meios para identificar quais materiais são mais relevantes.

É importante trabalhar a otimização SEO no seu canal no Youtube. Na plataforma, um bom posicionamento na lista de resultados em uma pesquisa depende de critérios como:

  • Uso de palavra-chave nos metadados (descrição do vídeo, título, arquivo de legendas, etc.);
  • Táticas para aumentar de engajamento por parte dos usuários (likes, comentários, compartilhamentos);
  • Número de inscritos no canal;
  • Tempo de permanência.

Outros critério de ranqueamento você pode conferir detalhadamente nesta postagem aqui.

3. Desenvolva parcerias com outras empresas

Um fato importante sobre a experiência humana é a tomada de consciência de que ninguém é uma ilha. Somos seres sociais e coletivos, de modo que estamos sempre nos conectando aos demais para atingirmos nossos objetivos.

Por esse motivo, parcerias são uma forma inteligente e proveitosa para ambas as partes envolvidas. Acontece que, ao desenvolver uma parceria com outras empresas, cada uma têm acesso a um público completamente diferente do seu.

Com o compartilhamento e a publicidade gerada pela outra empresa, você alcança uma nova base de leads –  cada vez mais aumentando suas chances de gerar novos contratos.

Uma sugestão é realizar Webinars, Videocasts ou vídeo-aulas juntos. Para tanto, basta convidar alguma empresa relevante na temática escolhida e trabalharem juntos na produção de conteúdos inéditos.

Aqui você encontra materiais desenvolvidos especialmente para auxiliá-lo a produzir Webinars para a estratégia de conteúdo! Produza materiais de qualidade com pessoas de relevância na área e ganhe ajuda para divulgar vídeos.

4. Utilize e-mail marketing para divulgar vídeos

Nossa última dica envolve o canal de comunicação mais utilizado no meio profissional:  73% dos millennials prefere utilizar e-mail para fins profissionais, de acordo com uma pesquisa da Hubspot.

Já dentro dessa perspectiva, 93% dos modelos de negócios B2B utilizam o e-mail para divulgar vídeos online e conteúdos.

Portanto, elabore newsletters e cadências de e-mail marketing. Assim, você mantém a base de leads sempre atualizada e não cai no esquecimento.

O ideal é testar diferentes modelos de e-mail para divulgar vídeos e analisar as métricas de CTR, acesso, permanência e conversão. Quando identificar as tendências mais eficientes, replique-as para obter o mesmo resultado em maior escala.

Conclusão

Com essas práticas, divulgar vídeos se tornará algo mais fácil e vantajoso para sua estratégia. Ou seja: diga adeus para aqueles conteúdos jogados ao vento e aproveite uma estratégia que realmente tem capacidade de atrair leads e gerar oportunidades de venda!

O importante é não parar por aqui. Continue se aprimorando e buscando novas técnicas para tornar a produção de conteúdo ainda mais interessante.

gerar resultados com vídeo

Aproveite o embalo e dê uma olhada nesse guia completo para produção de vídeos para Marketing Digital. Aposto que você lembra do storytelling épico que citamos lá! [emoji rindo]

Até mais!

 

Contato