Se você trabalha ou atende clientes que vendem produtos ou serviços pela internet, você precisa urgentemente fazer as pazes com o Google e aplicar hacks de conteúdo para e-commerce. Não sabe como? Vem cá, eu explico.

Estar bem rankeado nos mecanismos de busca é um dos passos mais importantes para ser bem-sucedido no comércio virtual.

Todavia, você já tem um ponto a seu favor. Afinal, 71% das empresas trabalham hoje em dia com Marketing de Conteúdo. É o que nos mostra a pesquisa Content Trends 2017 em relação às estratégias de negócios no Brasil.

Isso significa que o mercado vem se tornando mais educado para esse tipo de abordagem. E também que os leads estão mais sensíveis à metodologia de atração de leads através de materiais informativos.

Como elevar as vendas com conteúdo para e-commerce?

Segundo dados coletados pela Hubspot para a The Ultimate List of Marketing Statistics for 2018:

  • 81% dos consumidores fazem pesquisas online antes de adquirir um produto;
  • 34% dos cliques para desktop e 31% para mobile, em média, são direcionadas ao anúncio que está na primeira posição do Google.
  • 61% dos profissionais do Marketing têm a otimização para SEO como sua maior prioridade.

No cenário de vendas online, a situação não é diferente. A produção de conteúdo para e-commerce serve para garantir que sua marca seja vista e percebida no ambiente digital, e, além disso, seja encontrado com maior facilidade por visitantes com potencial de adquirir o seu produto.

Veja alguns hacks relacionados à produção de conteúdo e redes sociais que vão fazer a diferença no sucesso de sua loja virtual!

 

Tutorial de hacks de conteúdo para e-commerce

Existem inúmeras formas de otimizar conteúdos para uma boa performance de e-commerce nas diferentes redes sociais e motores de busca.

Hacks são ações pontuais que visam um objetivo claro. No cenário dos negócios, esse objetivo normalmente envolve o crescimento, e, por esse motivo, são constantemente associados ao Growth Marketing. Listamos alguns hacks de conteúdo para e-commerce para você começar a implementar em sua loja virtual.

Mas lembre-se: não vale partir para os hacks sem, antes, fazer uma análise detalhada das atuais estratégias de Marketing disponíveis no mercado e identificar seus objetivos.

Somente assim, você poderá ter mais assertividade nas transformações que precisam ser feitas na sua operação. No mais, conheça-os:

1º hack de conteúdo: Open Graph

Sabe quando você compartilha um link no Facebook (ou outras mídias sociais) e é exibido um preview do conteúdo na postagem? Prazer!

Você já deve ter tido a experiência de compartilhar algo e a ferramenta bugar, formando um simples link, sem atrativo algum. Este mecanismo é relevante para chamar a atenção das pessoas. Com isso, vale à pena ser otimizada para assegurar o clique.

Por meio dele, é possível sinalizar ao site qual imagem deve acompanhar o post, bem como o título a ser exibido e o autor. Também é possível configurá-lo para mostrar o link e o meio de contato da loja virtual, dentre outras alternativas.

Nesse caso, deve-se configurar as metatags para separar e classificar cada informação a ser exibida.

Para programar seus Open Graphs e conhecer demais instrumentos, leia este artigo.

 

2º hack de conteúdo: Featured Snippets

Eles são a ferramenta pela qual o Google oferece um resumo do termo buscado acima das respostas orgânicas – a posição 0. Podem ser extraídos de qualquer um dos resultados da primeira página. Motivados pela agilidade, dois pontos devem ser levados em consideração.

Por um lado, o Featured Snippet pode esclarecer uma dúvida sem sair da página de busca. Por outro, a grande maioria dos cliques vão para os sites que ocupam a posição 0. Desse modo, assegure os dois para ter o melhor CTR (Click Through Rate).

Escolha cuidadosamente o termo ou a palavra-chave que você deseja conquistar e otimize o conteúdo com as melhores práticas. Diante disso, existem 3 tipos de Featured Snippets. São elas listas, parágrafos e quadros. Portanto, analise qual destes é utilizado na categoria em que seu negócio pretende concorrer.

Há diferentes formas de conseguir esta indexação. Um modo simples e prático é solicitá-la pelo Google Search Console. Basta ir na barra lateral, localizar a opção “Rastreamento” e selecionar “Buscar como o Google”. Aí, é só submeter o link do seu conteúdo e clicar em “Solicitar Indexação”. Com um bom trabalho e uma dose extra de sorte, você chega lá!

 

3º hack de conteúdo para e-commerce: Títulos

O título é um dos hacks de conteúdo para e-commerce mais importantes, uma vez que possui duas funções vitais. São eles melhorar o rankeamento por meio dos mecanismos de SEO e convencer o buscador a lê-lo.

Consequentemente, ele deve ser bem pensado, técnico e criativo. Ao mesmo tempo em que precisa chamar a atenção do Google e dos leitores. Uma boa dica para alcançar esse equilíbrio é utilizando o Search Console.

A partir dele, busque a aba “Search Analytics” e verifique quais os termos mais empregados para chegar aos seus produtos. Feito isso, acrescente outros que tragam bom retorno para o título, garantindo um CTR mais alto.

Sobretudo, use CTAs (Call to Actions) e outras palavras nos resultados pagos do Adwords. Elas são bastante planejadas e podem trazer insights preciosos para o seu trabalho.

 

4º hack de conteúdo: Automação de Marketing

A automação é sinônimo de praticidade e escalabilidade. A partir dos softwares adequados, é possível ganhar eficiência e rapidez nas estratégias de Inbound Marketing.

Além de gerar leads, o Marketing de Conteúdo também traz informação sobre os produtos: o que pode ser um grande diferencial para o comprador do e-commerce.

Buscando um software que integre automação de Marketing com CRM de vendas, você terá maior controle sobre as etapas da jornada do seu consumidor.

Por exemplo: você pode configurar no sistema que tipo de conteúdo deve ser direcionado a cada lead, conforme seu posicionamento dentro do funil. Isso garante um fluxo de nutrição adequado e aumenta as taxas de conversão.

Vale pesquisar as alternativas disponíveis no mercado e contratar um serviço de qualidade para a sua empresa.

 

5º hack de conteúdo: Copy

Organizar o copy diz respeito a fazer um uso estratégico da distribuição de informações na tela do usuário. Nesse caso, considera-se dados textuais e visuais.

Elas devem ser atraentes e estar posicionadas de modo a chamar atenção para os pontos certos, sendo capazes de pescar o interesse das personas definidas.

Alguns estudos mostram que os internautas tendem a fazer uma varredura do site com os olhos, antes de ler algo com cuidado. Segundo as pesquisas do  Neilsen Norman Group, o rastreamento visual de um leitor na Internet se dá num padrão de “F”. Observe as imagens a seguir, retiradas da própria pesquisa:

nagevação conteúdo para e-commerce

Considerando esse método, procure adicionar as informações mais relevantes ao processo de compra nas áreas em vermelho. Distribuir as palavras-chave e o conhecimento de maior destaque em títulos auxilia os usuários a identificarem suas seções de maior interesse.

Evidentemente, o vocabulário também é fundamental. Utilize chamadas de ação conforme o seu público-alvo e incentive-os a continuar a leitura.

Você vai ficar impressionado(a) com a força que investir na visibilidade do seu site pode ter sobre os resultados do e-commerce. Experimente e veja por si mesmo(a)!

Essas são algumas dicas de hacks de conteúdo para e-commerce. Mas, isso não é tudo! Preserve a mente de forma ativa e busque pelas estratégias que melhor funcionam em sua loja virtual. O único fato que você não pode perder de vista é a noção de que conteúdos otimizados incrementam o tráfego e asseguram novas vendas.

Agora, o céu é o limite! Conheça outros hacks  neste post. Pronto(a) para vender mais? Conheça também as melhores táticas de SEO para atrair mais visitantes para o seu site.

Contato