Conteúdo para site é importante! Saiba como pensar conteúdo de forma estratégica e comece a gerar mais conversões em sua página.

Cada vez mais temos medo de nos relacionar com outras pessoas. A cada dia temos mais e mais canais para isso, mas, de fato, não aproveitamos todos os recursos que temos ao nosso dispor.

Ficamos detidos na ideia de que falar com outras pessoas deve ser papel apenas do marketing ou, que isso deve ficar sob a responsabilidade do time de comercial e atendimento ao cliente.

Esquecemos que todo mundo que trabalha na empresa fala como tal, o tempo todo. Não nos damos conta que produzimos conteúdo constantemente sobre o que somos e fazemos.

Nos relacionamos o tempo inteiro, seja de forma pessoal, profissional ou digital; sempre criando conexões. Mas, como criar conexões relevantes para o meu negócio, quando tudo o que temos ao nosso dispor é o meio digital?

Vamos te contar uma coisa então: se você “só” tiver o meio digital, amigo, você tem tudo!

Isso mesmo!

Antes de pensar em conteúdo para site, saiba por onde começar

Criar conexões e relacionamentos estratégicos com o seu público através de mídias online é uma arma poderosíssima para você conhecer seu público, aprender com ele e fazer seu negócio crescer.

Vamos começar desmistificando aquela ideia de que só tem um site quem entende muito de TI, ou de que só tem um blog quem já tem uma marca consolidada no mercado…

conteúdo de site

Parece brincadeira, mas é super comum encontrarmos empresas por aí que se consolam em não investir sua marca no digital por terem esse pensamento!

Começando pelo básico, sua empresa precisa ter um site!

Ah, mas sou só eu que cuido, como vou conseguir manter um canal digital? Como vou ter tempo para isso? Como faço para investir e começar a ter resultados?

Pois bem, vamos te ajudar! Nem tudo parece tão complicado quanto parece.

O fato é que muitas empresas têm dificuldade para compreender seus públicos e torná-los parte do negócio. Assim, passam a tratá-los de modo generalizado, impondo seus produtos e serviços.

Mas, afinal, como falar com todos os seus segmentos de clientes? Como tornar sua empresa relevante o suficiente no meio digital? Como tornar seus clientes parte do seu negócio?

Precisamos aprender com nossos clientes

A primeira coisa, depois do seu site criado, é você aceitar que não conhece 100% do seu público, principalmente se ele for digital!  

Ousamos a dizer que você não conhece nem metade desse público. Então, a primeira dica é: esteja aberto a aprender e a adaptar sua empresa, seus produtos e serviços a esses públicos.

A segunda dica é: invista seu tempo e dinheiro (se tiver) em produção de conteúdo.

Sim! Conteúdo foi, é, e será a coisa mais valiosa que você pode fazer pela sua empresa.

Escreva. Escreva muito. Seja estratégico nos seus textos em posts, blog, etc. Ah, e ser estratégico é lembrar da dica número 1; ou seja, aprender 😉

Aprenda com você mesmo e com os resultados que seu público digital dará à sua empresa.

Escreva conteúdos que seu público quer ler. Escreva sobre assuntos que tornem sua empresa relevante para aquele segmento. Escreva sobre assuntos educativos e que agreguem valor no dia a dia dos seus clientes.

Avalie resultados e adapte seus próximos passos com base nos resultados. É importante aceitarmos: não temos certeza de nada!

Costumamos dizer que, se existisse uma receita de bolo pronta para isso, todo mundo faria e teria excelentes resultados. Cada empresa deve criar a sua receita. Por isso, nós trabalhamos no conceito de fazer, mensurar, aprender e refazer.

É um ciclo! Um ciclo que sempre sai do lugar e evolui.

Assim, a cada nova estratégia pensada e conteúdo produzido, aprendemos alguma coisa e melhoramos em algum aspecto.

Como aprender e refazer para gerar resultados?

Ok. Falamos sobre produzir conteúdo para sites e avaliar nossos resultados. Mas, o que devemos aprender a cada ciclo?

O que podemos compartilhar com vocês são algumas dicas que aprendemos ao longo de meses de trabalho aqui na RedeHost.

Uma delas é: aceite, você não sabe tudo! Podemos dizer que essa é uma das melhores e mais difíceis de se aplicar no dia a dia de trabalho.

Ficamos viciados no nosso negócio e achamos que somos quem mais sabe sobre o produto. Esquecemos que, na verdade, quem mais sabe é quem utiliza nossos produtos ou serviços. São os clientes que vão nos dizer o que devemos fazer.

Isso é um exercício de empatia e, por isso, deve ser praticado constantemente para que haja resultado.

Então, escreva sobre assuntos e peça para que seu público compartilhe opiniões sobre o tema, para que contem experiências que ajudem a deixar seu material ainda mais rico de informações. Isso, além de completar seu texto, vai ajudar no alcance e relevância da sua página!

Outro detalhe bem importante na hora de escrever conteúdo para seu site ou blog é não esquecer dos Call to Actions, famosos CTAs, que nada mais são do que as chamadas para ação.

Os CTAs são extremamente importantes para quem deseja ter algum tipo de conversão dos usuários na sua página. Desde “Saiba mais”, “Compre agora” à “Baixe o material”, cada CTA deve ser bem pensado e sua estratégia bem mapeada.

Como assim? Calma aí que a gente explica!

Como criar CTAs que geram conversões?

Se você quer que seu cliente, ao entrar no seu site, efetue uma compra, você precisa criar uma estratégia para isso.

Essa estratégia é o que comumente a galera de marketing chama de Inbound Marketing.

Criar um fluxo dos usuários dentro do seu site. Pensar em como atrair esses usuários em cada parte do funil, desde a atração até a conversão. Os gatilhos que você vai ter de uma parte para a outra são auxiliados pelos CTAs.

Vamos por parte!

Nossa dica é: pense no macro antes de pensar no micro. Tenha um objetivo geral.

Depois, mapeie todo o fluxo dos seus usuários: todos os canais de entrada e os possíveis comportamentos do seu cliente dentro do seu site ou blog.

Isso feito, pense nos gatinhos, ou CTAs, que você vai ter para fazer com que o seu usuário queria ir para o próximo passo. Tenha em mente que o seu objetivo final deve ser alcançado com a menor quantidade de fases possível.

Quanto menos passos, maior a sua chance de que o usuário não se perca e acabe desistindo do seu objetivo final.

É nesse momento, de avaliação do funil e monitoramento do comportamento do usuário no seu fluxo de Inbound Marketing, que voltamos a questão de aprender com o usuário, como falamos no início.

Cada fluxo deve ser revisto e aprimorado para que, assim, você consiga sempre o máximo de resultado com a sua estratégia. E, é importante lembrar que, avaliar seu conteúdo e escrever sobre o que seus usuários querem ler vai fazer com que sua estratégia seja cada vez mais otimizada.

Então, fica a dica:  escreva sobre o que seus clientes querem ler e não sobre o que você quer escrever.

Marketing de Conteúdo NÃO é sobre o que sua empresa faz, mas sim sobre o que seus clientes precisam.

Essa mudança de visão sobre o assunto muda completamente a estrutura do seu texto e da organização da estrutura em textos, blogs, posts. Encontre o problema do seu cliente. Fale sobre o problema. Traga a solução e tenha um CTA que leve seu usuário para a solução.

Então, depois de todos esses ingredientes combinados e muitas tentativas de aprendizado e otimizações, você terá a receita do seu bolo! A receita que traz resultados para a sua empresa.

Aproveite sua receita, mas não esqueça: aprimore-a constantemente!

As pessoas enjoam de comer sempre o mesmo bolo 😉  

Incremente a receita, crie variações e aceite todos os tipos de sugestões.

*Este blogpost foi escrito por Carolina Ullian, Graduada em Relações Públicas, com especialização em Marketing Digital, e integrante do time de marketing da RedeHost.  Apaixonada por pessoas e estratégia.

Contato