Às vezes, parece que nossos esforços não trazem resultado algum. É desanimador quando gastamos tanto tempo e energia criando um conteúdo de qualidade e, mesmo assim, a conversão continua baixa, não é mesmo? Caso você já tenha se sentido assim, saiba que, certamente, não é o(a) único(a).

Dados do Content Marketing Institute revelam que 30% dos profissionais de Marketing B2B não estão satisfeitos com os resultados de suas estratégias Inbound. Pior do que isso, 55% deles sequer têm a clareza de como um Marketing de Conteúdo bem sucedido se parece.

Apesar de alarmante, este conhecimento aponta para a necessidade de informar-se melhor. Esta é a base para compreender o funcionamento do Inbound Marketing. Somente desse modo, gestores tornam-se capazes de criar algo que seja inovador e eficiente, escapando do lugar comum.

Neste post, lhe ensinaremos como deixar de produzir conteúdo de qualidade para investir em um conteúdo sensacional, a fim de alcançar os resultados almejados.

Você vai ler sobre:

  • A diferença entre um conteúdo de qualidade e um conteúdo sensacional
  • Quais são as melhores práticas para a produção de conteúdo digital
  • Como se dá o acompanhamento das estratégias de Marketing de Conteúdo.

Afinal, o que é um conteúdo de qualidade e um conteúdo sensacional?

Essa é a pergunta que deve estar sobrevoando sua cabeça desde que você leu o título do blogpost, certo?

O conceito é um pouco abstrato. Até porque o que é sensacional para um, pode não ser para o outro. Porém, acima de relativismos baratos, há algumas técnicas e características que levam alguns conteúdos a terem mais sucesso e visibilidade.

Assim, estes são detalhes que fazem toda a diferença, elevando o conteúdo de qualidade a um patamar mais elevado. Quando tudo está alinhado, os mecanismos de busca podem encontrá-lo facilmente. Além disso, os próprios visitantes também permanecem engajados e propensos a converterem-se em vendas.

Em anos de prática, percebemos que algumas destas práticas fazem a diferença e temos a certeza de que elas podem ajudar você a chegar ainda mais longe.

Portanto, se você estiver com dúvidas sobre o que torna um conteúdo de qualidade algo sensacional, temos um desafio! Que tal mudar suas estratégias? Nossas sugestões são:

1) Estude planeje MUITO a jornada de compra:

Dentro de uma estratégia de marketing de conteúdo é importante saber existem diferentes etapas para captar o cliente. É a famosa jornada de compra, conforme foi identificado por especialistas analisando os padrões de comportamento do consumidor atual.

A função do Inbound é guiar o lead nessa jornada de informação. Isto acontece criando uma estratégia completa onde um conteúdo leva a outro mais aprofundado, até chegar ao produto oferecido.

Consequentemente, saber o tipo de conteúdo certo para utilizar em cada uma delas é o segredo para tracionar o lead até o momento de compra.

Etapas da jornada:

  • Aprendizado e descoberta: nesta etapa o lead ainda não tem plena noção de da dimensão de seus problemas. Algo o inquieta e gera um interesse em pesquisar por determinado assunto.

A função aqui é captar a atenção do lead e fazer com que ele perceba a relevância do tema abordado no conteúdo, levando-o a buscar mais informações.  Ex: blogposts introdutórios sobre o assunto, como: “O que é Inbound Marketing?”

  • Reconhecimento do problema: Na segunda etapa o lead reconhece seu problema e começa a buscar soluções de forma mais prática e objetiva.

Nesse caso, o conteúdo deve ser voltado para os possíveis problemas que a persona pode estar enfrentando, mostrando formas de solucioná-los. Ex: postagens com títulos tais como: “O que fazer para aumentar o tráfego de um blog?”

  • Consideração da solução: Após convencer-se de que o problema precisa ser solucionado, ele passa a considerar alguma das soluções encontradas.

Por isso, os conteúdos da 3ª etapa da jornada precisam despertar o senso de urgência e apontar para ferramentas reais que podem ser a solução adequada. Ex: “Os melhores softwares para o dia a dia de gestores de conteúdo”

  • Decisão de compra: Enfim, o lead está pronto para escolher uma solução e fechar negócio.Naturalmente, é o momento de falar claramente do produto/serviço que está sendo promovido. Os conteúdos dessa fase devem deixar claros os diferenciais de determinada solução em relação às demais e indicar formas de obtê-la. Ex: Estudos de casos de sucesso com o uso da solução indicada.

Esse é o momento de fazer a diferença

Ok, você já sabe o que é uma jornada de compra básica, certo?

Pois saiba que é possível adaptá-la à realidade de seu público-alvo e seus objetivos de marketing. Isso significa que nem sempre sua jornada seguirá essa lógica e em muitos casos é necessário criar uma jornada para cada persona.

A dica é conhecer MUITO bem as suas personas personas e, principalmente, identificar (ou prever através de dados e informações anteriormente coletadas) como elas comportam-se em cada etapa.

Este será o norte que definirá o tipo de conteúdo adequado para uma delas e pode ser um grande ponto de diferenciação entre um bom conteúdo e um conteúdo sensacional, já que, neste cenário, estamos falando de conteúdos cada vez mais personalizados, que despertem na persona a ideia de que “este conteúdo foi feito para mim”. Caso isso aconteça, meu caro: você criou um conteúdo sensacional.

Criar um conteúdo sensacional significa não apenas atingir objetivos dentro de uma estratégia de marketing digital (conteúdo de qualidade), mas atrair a atenção e provocar reações nas personas com as quais se pretende dialogar. Em resumo, um conteúdo sensacional é aquele que realmente significa algo no contexto de seu leitor.

E, por falar nisso:

2) Alveje as personas certas:

Conteúdo de qualidade público alvo

Foco no alvo!

O segundo passo para se comunicar com maestria é entender exatamente com quem você deseja falar. Um conteúdo sensacional está longe de ser algo genérico. Ele precisa ser fruto de uma estratégia focada em personas específicas e muito bem construídas.

Deste modo, você garante a efetividade da comunicação, posicionando-se adequadamente em questões como:

  • Vocabulário;
  • “Tom”/Estilo do texto;
  • Necessidades objetivas.

No processo comercial, o rapport é de extrema relevância. Afinal, ser capaz de criar uma relação de identidade com seus visitantes é, sem dúvidas, um grande diferencial.

Na dúvida sobre como criar personas? Baixe este ebook e aprenda de modo rápido e fácil.

3) Seja único e, ao mesmo tempo, adaptável:

Tradução: A única coisa que buscamos é carisma, singularidade, coragem e talento.

Um conteúdo de qualidade impecável destaca-se dos demais, isso é verdade! No entanto, o conteúdo sensacional é único e está sempre um passo à frente. É comum encontrarmos vários artigos sobre tópicos quase idênticos.

Isso acontece devido às estratégias preguiçosas, que estão mais interessadas em aderir tendências do que identificá-las de antemão e tornar-se um modelo a ser seguido.

Consequentemente, quando você cria materiais únicos, está dando um motivo a mais para que os visitantes prefiram visitar o seu site. Isso envolve um estilo próprio definido, tanto em termos de linguagem, quanto na própria estrutura da postagem e da página.

Invista em um design amigável e chamativo para cativar o leitor. Também vale ressaltar que não é preciso limitar-se a blogposts! Afinal, a Internet é vasta e as possibilidades, também: explore vídeos, infográficos, webinars e outros materiais que funcionem com o perfil traçado das personas.

Logo adiante, vem a necessidade de adaptabilidade. Tudo está em movimento e cada vez mais rápido! Isso significa que o mercado muda, assim como os hábitos de consumo. Logo, mantenha-se vigilante para compreender estas mudanças e fazer os ajustes necessários.

4) Acompanhe as métricas:

conteúdo de qualidade

É preciso ser maníaco por controle.

Finalmente, complementando a dica acima, é indicado que você acompanhe os números para medir os resultados. Em última instância, as informações irão demonstrar de que forma a estratégia está funcionando e como ela pode ser modificada para ser mais abrangente.

Dentre os Key Performance Indicators (KPIs) – ou indicadores-chave de sucesso – que são considerados mais importantes, sugerimos observar:

  • Número de visitantes e seus canais de acesso ao material;
  • Tempo de permanência em cada página de conteúdo;
  • Taxa de conversão de landing pages/materiais ricos;
  • CTR (Click Through Rate);
  • Reações e compartilhamentos em diferentes redes sociais;
  • Resultados de testes A/B.

Como esse assunto vale um olhar mais aprofundado, sugerimos a leitura deste blogpost sobre conteúdos Data-driven.

Você entendeu como agem os tipos de conteúdo?

A grande verdade é que produzir conteúdo de qualidade já não é mais o suficiente! Com o crescimento e a popularização do método Inbound, a quantidade de material disponível na Internet também cresceu de modo avassalador. Para saltar aos olhos e atrair visitantes, um conteúdo precisa ser sensacional!

Aplique estas dicas em sua estratégia e faça os testes por conta própria. Acompanhe as métricas de desempenho, compare-as com os métodos antigos e veja o crescimento com seus próprios olhos.

Se quiser mais exemplos de conteúdos Wow!, visite nosso blog. Estamos sempre buscando novidades e dicas para auxiliar a gestão e a produção de conteúdo em quaisquer tipos de empresa.

Que tal ler mais sobre conteúdo B2B? Clique aqui e veja alguns exemplos.

Contato