Se você é empreendedor ou diretamente responsável pelo crescimento de uma empresa, já deve ter percebido que, na maioria das vezes, você sozinho não dá conta do recado, não é mesmo?

giphy

Fique tranquilo! A culpa não é sua! A tendência é que isso se torne cada vez mais frequente e é desse assunto que vamos tratar ao longo deste artigo.

A cada dia estão aparecendo novos segmentos de mercado e junto com eles, novas necessidades vem surgindo naturalmente.

Com o mundo dos negócios em constante expansão e diversificação, está cada vez mais natural que as empresas se tornem especializadas em um só serviço, mas não consigam suprir outras tarefas, muitas vezes suplementares, com o mesmo nível de capacidade.

Afinal, há 5 anos quem imaginaria que trabalhar com vídeos, seja no Youtube, Facebook ou Instagram, seria quase um pré-requisito para o marketing das empresas atualmente? Quem idealizou isso, certamente está se dando muito bem hoje em dia.

Da mesma forma que estamos construindo esse modelo diversificado de mercado, estamos criando também um novo conjunto de necessidades para serem supridas e uma nova forma de se fazer negócio.

Se você trabalha em uma empresa e lida diretamente com a área de Marketing, já deve ter notado que é o setor que está sendo mais impactado com a volatilidade dos negócios; é provavelmente a área que mais precisa se adaptar às diferentes situações impostas pelas transformações no mercado e, claro, pelos consumidores.

Num mundo conectado, no qual  qualquer empresa pode realizar ações de marketing  a um custo relativamente baixo, a todo tempo nascem novas ferramentas e táticas de se chegar a seu cliente. Ganha quem consegue utilizá-las com sabedoria. 

Agora, você sabe por que o Marketing é uma das áreas mais atingidas por essas mudanças?

É difícil encontrar uma resposta exata para essa pergunta. Mas uma coisa é certa: entre os anseios de concretizar ideias e projeto, o que todos desejam,  independente do veículo de comunicação, é transmitir sua essência de maneira íntegra para o maior número de pessoas possível, além de, claro, aumentar sua receita.

Essa é uma das grandes razões que permitiram que o Inbound Marketing e o Marketing de Conteúdo comprovassem a sua eficiência e eficácia.

Mas essas mudanças afetarão o meu negócio?

Se você quer saber se essas mudanças afetarão ou já estão afetando o seu negócio, sugiro começar com duas simples perguntas:

1) Quantas vezes você e sua equipe já tiveram que terceirizar uma demanda de um cliente para uma empresa?

2) Quantas parcerias de negócio você e sua empresa já fizeram nestes últimos anos?

Se as respostas para ambas foram “Muitas!”, significa que sua empresa já está sendo impactada.

Como você pode notar, o caminho mais simples e natural para “driblar” essa mudança está sendo a união entre uma ou mais empresas com um objetivo em comum: atender uma demanda existente ao mesmo tempo em que e gera ganho mútuo para todos os envolvidos.

Essa união nós chamamos de “parceria” ou “parceria de negócio”. Se você parar para observar, irá encontrar diversas parcerias de negócio que se complementam tão bem que fica até difícil perceber que são duas empresas com produtos/serviços diferentes.

Um exemplo disso é a união entre agências de Marketing Digital com empresas que oferecem ferramentas de Automação de Marketing. Na prática, podemos analisar o caso da parceria entre a agência Profissas, agência especializada em Inbound Marketing com a Gummy, empresa focada na produção de conteúdo para Marketing Digital, ou até mesmo a parceria da própria Gummy que utiliza o Bulldesk como ferramenta de automação de marketing.

Sim! Podemos concluir que uma ótima forma de se adaptar às necessidades do mercado está em encontrar um parceiro de sucesso.

Apesar de termos encontrado esse caminho, firmar uma parceria adequada para o seu negócio não é tarefa fácil. Abaixo vamos citar algumas dicas que aprendemos na prática e que ajudaram a lapidar nossas parcerias.

Identificando suas necessidades

O primeiro passo para iniciar uma parceria de sucesso não está no parceiro e sim em seu próprio negócio. A dica é, antes de tudo, analisar o que já tem internamente para então identificar carências e entender o que é necessário. Feito isso, é hora de buscar a parceria que irá supri-la. Quanto mais precisa for sua definição, mais “filtros” você criará e mais lapidada será a sua busca e listagem.

Outro ponto que vale ser destacado na identificação das necessidades é descobrir o tempo de duração de cada uma. Se for uma demanda recorrente, é interessante firmar uma parceria a longo prazo, isso o ajudará a negociar valores justos entre ambas as partes e também fortalecer o relacionamento.

Caso apareça uma demanda pontual, é importante deixar claro que é um serviço esporádico e talvez não ocorram outras demandas como essa, nestes casos é melhor contratar um serviço de um fornecedor do que firmar uma parceria.

A política do ganha-ganha

Suas necessidades definidas e listada, podemos iniciar a busca, listagem e análise dos possíveis parceiros, não é mesmo? Antes de você responder, vamos relembrarmos o conceito da palavra parceria.

“Uma parceria é um arranjo em que duas ou mais partes estabelecem um acordo de cooperação para atingir interesses comuns.”

giphy-2

Cooperação.

Se você estava querendo iniciar a busca pelo parceiro pensando exclusivamente em seus ganhos, é necessário tirar um tempinho para entender o que você pode proporcionar também, é agora que a política do ganha-ganha começa a valer. É sempre bom ter em mente que uma parceria é um relacionamento e como todo bom relacionamento é uma via de duas mãos.

Sendo assim, analise a sua necessidade e também sua proposta, ela deve ser concreta e vantajosa para o seu possível parceiro.

Uma dica é sempre se colocar no lugar do outro. Se sua proposta aparecer interessante para você, considere estruturar a parceria.

OBS: Uma ótima proposta para oferecer para o seu parceiro é a possibilidade de entregar demandas/clientes recorrentes. Afinal, quem não quer encontrar um novo cliente sem exigir o esforço da equipe de vendas?

Parcerias devem ter objetivos (e ideais) em comum

Agora que você já tem suas necessidades definidas e a política do ganha-ganha estruturada, fique a vontade para entrar em contato com seus possíveis parceiros.

Essa etapa é a mais delicada de todas, é nela que vamos verificar o pré-requisito crucial para o relacionamento, a validação dos valores e ideias e a construção dos objetivos em comum.

Quer um exemplo? Se o seu negócio está com um ritmo de crescimento constante, você está com sangue no olho para manter o crescimento, não é aconselhável fazer uma parceria com uma empresa que está passando por uma crise ou em busca de estabilização.

Ou se a principal característica do seu produto/serviço for a personalização, não faz sentido estabelecer uma parceria com uma empresa que tem o objetivo de fornecer pacotes fechados e inflexíveis.

A parceria pode até ser estabelecida e continuada por um curto prazo, mas lá no fundo, você carregará a insegurança e falta de confiança, e garanto para você, isso irá gerar mais trabalho e dor de cabeça.

Parceiros de sucesso estão com você por quem você é, não pelo que você faz

Parceiros de sucesso não necessariamente estão no mesmo segmento e atuação de seu negócio, isso é adaptável. Não necessariamente tem que possuir o mesmo porte que seu negócio, isso é indiferente.

Um parceiro de sucesso, é aquele que está disposto a entender o seu negócio e criar uma relação que vai além do produto/serviço, uma relação onde ambos consigam enxergar os propósitos da parceria e alinharem com o propósito do próprio negócio.

Se for para dar uma última dica: procure empresas que têm propósitos alinhados com o seu.

Sua empresa sustenta causas ambientais? Procure parceiros que também apoiem a causa. Sua empresa tem como objetivo ajudar outras empresas a crescerem? Existem muitas formas de fazer isso acontecer, com certeza você terá parceiros do tipo.

Se de alguma forma, te ajudei com este artigo, pode ter certeza que foi um ganho mútuo.

Obrigado, parceiro/a! 🙂

icaro

Ícaro Iasbeck | Profissas

icaro@profissas.com.br

www.profissas.com.br

Contato